NOTÍCIAS

Gustavo Mioto conversou com a Billboard sobre carreira, influências, fãs e muito mais

por em 03/04/2015
Na tarde de ontem (03/04), o cantor Gustavo Mioto foi o convidado da Billboard Brasil para um papo através do aplicativo Viber. Respondendo perguntas da redação e enviadas por fãs via Twitter, Gustavo falou sobre o CD e DVD Gustavo Mioto Ciclos - que será lançado ainda esse mês -, sobre o hit “Lembra”, sua vida pessoal e ainda revelou um curioso gosto por leite em pó. Confira o que de melhor rolou nesse bate-papo: Billboard Brasil: "Lembra" está na 19ª posição do Hot 100 Brasil. Você vai lançar um clipe? Gustavo Mioto: Estamos estudando, mas ainda nada certo. Como temos as imagens do DVD, estamos aproveitando elas. BB: O que é melhor do sucesso? Realização, dinheiro ou mulherada? GM: Ah, o sucesso é a realização né. Dinheiro nunca liguei, e mulherada eu sou muito sossegado, nunca fui de fazer muita arte. BB: Em quem você se espelha, se tem algum ídolo? GM: Bruno e Marrone, Zezé Di Camargo e Luciano, Capital Inicial, Charlie Brown Jr., Raimundos, Rpm, um pouco de tudo. Me inspiro em artistas como esses. Victor e Léo, Michael Bublé, Jason Mraz e Keith Urban são sensacionais também, BB: Quando você canta a música "Lembra", você pensa em alguma paixão sua? GM: Quando canto não, mas quando fiz, sim. BB: Você sonha em fazer alguma parceria com algum cantor internacional? Qual? GM: Sonho demais... Keith Urban, John Mayer, Michael Buble. BB: Em meio a tantos cantores sertanejos, qual o seu diferencial que você destacaria? GM: A verdade. Acho que hoje esse é um aspecto bem raro de se achar. Acho que a galera tá se esforçando demais pra ser só popular e esquecendo da verdade. Eu prezo por ela. BB: Seu pai tem total influência na sua carreira. Ele te incentivou a seguir no meio musical ou partiu de você a vontade desde pequeno? GM: Tem demais. Na verdade, no começo, ele lutou um pouco contra, porque ele conhece bem o mercado, e sabe como seria difícil. Mas com o passar do tempo, consegui convencê-lo de que era isso que eu queria fazer. BB: Rola algum tipo de preconceito por você ser filho de um cara tão respeitado no meio? Você sente isso? GM: Vixi maria, rola demais da conta. Já foi pior. No começo era muito mais, mas hoje, depois da galera ver o DVD acontecendo, a galera vendo os shows, o respeito aumentou e deixaram de falar um pouco. Mas sempre tem os frustrados rs. BB: Qual a sensação na hora de entrar no palco e ver suas fãs emocionadas ao vê-lo? GM: É a melhor do mundo. Não consigo descrever. É realmente indescritível ver o que eu escrevi tocando outras pessoas. BB: Se você pudesse entrevistar qualquer pessoa, quem seria? GM: Meu pai, porque eu estou com ele faz 18 anos e até hoje ele me ensina algo novo todo dia. BB: Como você se imagina daqui 5 anos? Planos? GM: Acho que trabalhando cada vez mais pra poder ver a galera que curte meu trabalho todos os dias. BB: Qual é o seu maior sonho? E o maior medo? GM: Meu maior sonho é poder sempre estar cantando e compondo. Meu maior medo é de um dia eu não poder mais fazer isso. BB: Quando você ouve a palavra “fã” qual a primeira coisa que vem em sua mente? GM: Vida. Ou como elas gostam de dizer PVI (pra vida inteira). BB: Por que você gosta tanto de leite ninho? GM: Não sei. Acho que Deus, quando foi me fazer, fez o leite ninho junto, como se fossem alma gêmeas. Sorvete, bombom, jiló, torta, linguiça cuiabana se for recheada de leite ninho fica bom também. BB: Tem alguma música que te define no momento? Acho que a “Nada Lá Fora”, que está no meu DVD, é uma música que se encaixa bem na minha vida agora, porque realmente eu tenho tudo aqui comigo, as fãs e tudo mais. Não preciso de nada além disso.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
3
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
4
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
5
Regime Fechado
Simone & Simaria
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Gustavo Mioto conversou com a Billboard sobre carreira, influências, fãs e muito mais

por em 03/04/2015
Na tarde de ontem (03/04), o cantor Gustavo Mioto foi o convidado da Billboard Brasil para um papo através do aplicativo Viber. Respondendo perguntas da redação e enviadas por fãs via Twitter, Gustavo falou sobre o CD e DVD Gustavo Mioto Ciclos - que será lançado ainda esse mês -, sobre o hit “Lembra”, sua vida pessoal e ainda revelou um curioso gosto por leite em pó. Confira o que de melhor rolou nesse bate-papo: Billboard Brasil: "Lembra" está na 19ª posição do Hot 100 Brasil. Você vai lançar um clipe? Gustavo Mioto: Estamos estudando, mas ainda nada certo. Como temos as imagens do DVD, estamos aproveitando elas. BB: O que é melhor do sucesso? Realização, dinheiro ou mulherada? GM: Ah, o sucesso é a realização né. Dinheiro nunca liguei, e mulherada eu sou muito sossegado, nunca fui de fazer muita arte. BB: Em quem você se espelha, se tem algum ídolo? GM: Bruno e Marrone, Zezé Di Camargo e Luciano, Capital Inicial, Charlie Brown Jr., Raimundos, Rpm, um pouco de tudo. Me inspiro em artistas como esses. Victor e Léo, Michael Bublé, Jason Mraz e Keith Urban são sensacionais também, BB: Quando você canta a música "Lembra", você pensa em alguma paixão sua? GM: Quando canto não, mas quando fiz, sim. BB: Você sonha em fazer alguma parceria com algum cantor internacional? Qual? GM: Sonho demais... Keith Urban, John Mayer, Michael Buble. BB: Em meio a tantos cantores sertanejos, qual o seu diferencial que você destacaria? GM: A verdade. Acho que hoje esse é um aspecto bem raro de se achar. Acho que a galera tá se esforçando demais pra ser só popular e esquecendo da verdade. Eu prezo por ela. BB: Seu pai tem total influência na sua carreira. Ele te incentivou a seguir no meio musical ou partiu de você a vontade desde pequeno? GM: Tem demais. Na verdade, no começo, ele lutou um pouco contra, porque ele conhece bem o mercado, e sabe como seria difícil. Mas com o passar do tempo, consegui convencê-lo de que era isso que eu queria fazer. BB: Rola algum tipo de preconceito por você ser filho de um cara tão respeitado no meio? Você sente isso? GM: Vixi maria, rola demais da conta. Já foi pior. No começo era muito mais, mas hoje, depois da galera ver o DVD acontecendo, a galera vendo os shows, o respeito aumentou e deixaram de falar um pouco. Mas sempre tem os frustrados rs. BB: Qual a sensação na hora de entrar no palco e ver suas fãs emocionadas ao vê-lo? GM: É a melhor do mundo. Não consigo descrever. É realmente indescritível ver o que eu escrevi tocando outras pessoas. BB: Se você pudesse entrevistar qualquer pessoa, quem seria? GM: Meu pai, porque eu estou com ele faz 18 anos e até hoje ele me ensina algo novo todo dia. BB: Como você se imagina daqui 5 anos? Planos? GM: Acho que trabalhando cada vez mais pra poder ver a galera que curte meu trabalho todos os dias. BB: Qual é o seu maior sonho? E o maior medo? GM: Meu maior sonho é poder sempre estar cantando e compondo. Meu maior medo é de um dia eu não poder mais fazer isso. BB: Quando você ouve a palavra “fã” qual a primeira coisa que vem em sua mente? GM: Vida. Ou como elas gostam de dizer PVI (pra vida inteira). BB: Por que você gosta tanto de leite ninho? GM: Não sei. Acho que Deus, quando foi me fazer, fez o leite ninho junto, como se fossem alma gêmeas. Sorvete, bombom, jiló, torta, linguiça cuiabana se for recheada de leite ninho fica bom também. BB: Tem alguma música que te define no momento? Acho que a “Nada Lá Fora”, que está no meu DVD, é uma música que se encaixa bem na minha vida agora, porque realmente eu tenho tudo aqui comigo, as fãs e tudo mais. Não preciso de nada além disso.