NOTÍCIAS

Bob Geldof se oferece para receber quatro famílias de refugiados

por em 04/09/2015

O cantor britânico Bob Geldof se ofereceu para receber quatro famílias de refugiados “imediatamente” em resposta à falta de ação do governo quanto à crise dos refugiados.

O líder da banda The Boomtown Rats foi entrevistado pela radio RTÉ, da Irlanda, e criticou a resposta do governo britânico à crise, caracterizando-a como uma “puta desgraça".

Quase quatro milhões de pessoas foram deslocadas ao longo dos quatro anos da guerra civil na Síria e milhares morreram na tentativa de fugir para a Europa. Até agora, apenas 216 refugiados sírios foram aceitos pelo Reino Unido – um número tão pequeno que poderia facilmente caber em um metrô (em comparação realizada pelo The Independent). Geldof disse que encara a desesperadora situação com uma “vergonha profunda”.

"É uma traição monstruosa de quem nós somos e quem nós desejamos ser", afirmou. "Nós estamos vivendo um momento que será discutido e terá impacto pelos próximos 300 anos. É uma mudança fundamental na maneira como o mundo tem funcionado, digamos, pelos últimos 600 anos”.

"Eu não consigo suportar o que está havendo. Eu não consigo suportar o que isso faz conosco. Se há uma nova economia, precisa haver uma nova política. Não há e é essa falha nos levou a essa puta desgraça”.

"Estou preparado – eu tenho sorte, tenho uma casa em Kent e um flat em Londres – eu e [minha parceira] Jeanne estamos preparados para receber três famílias imediatamente em Kent e uma família em Londres e mantê-los até que eles consigam garantir seu futuro", continuou.

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, afirmou que o governo aceitará apenas os refugiados dos campos do Líbano, Jordão e Turquia, ou seja, aqueles que fizerem a perigosa travessia pelo Mediterrâneo não serão relocados para o Reino Unido.

Uma petição realizada pela população da Islândia pede para o governo aumentar a cota de refugiados no país e o assunto vem mobilizando toda a Europa. Já Bob Geldolf tem um forte histórico com causas humanitárias: ele é o criador do Live Aid, festival realizado em 1985 e que arrecadou fundos para a luta contra a fome na Etiópia. O evento foi realizado no dia 13 de julho e, por conta dele, comemoramos o Dia Mundial do Rock nesta data.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
3
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
4
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
5
Regime Fechado
Simone & Simaria
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Bob Geldof se oferece para receber quatro famílias de refugiados

por em 04/09/2015

O cantor britânico Bob Geldof se ofereceu para receber quatro famílias de refugiados “imediatamente” em resposta à falta de ação do governo quanto à crise dos refugiados.

O líder da banda The Boomtown Rats foi entrevistado pela radio RTÉ, da Irlanda, e criticou a resposta do governo britânico à crise, caracterizando-a como uma “puta desgraça".

Quase quatro milhões de pessoas foram deslocadas ao longo dos quatro anos da guerra civil na Síria e milhares morreram na tentativa de fugir para a Europa. Até agora, apenas 216 refugiados sírios foram aceitos pelo Reino Unido – um número tão pequeno que poderia facilmente caber em um metrô (em comparação realizada pelo The Independent). Geldof disse que encara a desesperadora situação com uma “vergonha profunda”.

"É uma traição monstruosa de quem nós somos e quem nós desejamos ser", afirmou. "Nós estamos vivendo um momento que será discutido e terá impacto pelos próximos 300 anos. É uma mudança fundamental na maneira como o mundo tem funcionado, digamos, pelos últimos 600 anos”.

"Eu não consigo suportar o que está havendo. Eu não consigo suportar o que isso faz conosco. Se há uma nova economia, precisa haver uma nova política. Não há e é essa falha nos levou a essa puta desgraça”.

"Estou preparado – eu tenho sorte, tenho uma casa em Kent e um flat em Londres – eu e [minha parceira] Jeanne estamos preparados para receber três famílias imediatamente em Kent e uma família em Londres e mantê-los até que eles consigam garantir seu futuro", continuou.

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, afirmou que o governo aceitará apenas os refugiados dos campos do Líbano, Jordão e Turquia, ou seja, aqueles que fizerem a perigosa travessia pelo Mediterrâneo não serão relocados para o Reino Unido.

Uma petição realizada pela população da Islândia pede para o governo aumentar a cota de refugiados no país e o assunto vem mobilizando toda a Europa. Já Bob Geldolf tem um forte histórico com causas humanitárias: ele é o criador do Live Aid, festival realizado em 1985 e que arrecadou fundos para a luta contra a fome na Etiópia. O evento foi realizado no dia 13 de julho e, por conta dele, comemoramos o Dia Mundial do Rock nesta data.