NOTÍCIAS

Céu abre palco principal com talento e carisma

Cantora misturou o álbum Tropix com canções mais antigas da carreira

Ao contrário do primeiro dia de Lolla, quando nas primeiras horas de evento as atenções estavam voltadas para o BaianaSystem no Palco Axe, o público que chegou mais cedo no domingo se dividiu entre o mesmo palco, onde cantava Daniel Groove, e o palco Skol, que estava a cantora Céu apresentando o pop futurístico de seu último disco Tropix.

VEJA COMO FOI O PRIMEIRO DIA DO LOLLAPALOOZA 2017

Como tem sido nos shows deste trabalho, Céu subiu ao palco com maquiagem prateada e um figurino brilhante – desta vez com franjas coloridas ao estilo carnavalesco.

CeuCéu no Lollapalooza - Camila Cara/Divulgação

O repertório de Tropix, eleito um dos melhores álbuns nacionais de 2016 pela Billboard Brasil e destaque no Grammy Latino, já está na boca dos fãs (oito faixas foram apresentadas). Outras canções certeiras em qualquer show da cantora completaram o setlist, algumas com roupagem Tropix, como é o caso de “Malemolência” e “Cangote”.

OS MELHORES DISCOS DE 2016

A paulista não comentou o fato de ser a única mulher brasileira a se apresentar no Lolla e preferiu destacar a força – também pequena – da música brasileira com um “Viva!”.

Céu, que ganha cada vez mais as vezes de diva na música brasileira, faz por merecer pelo menos a tentativa de ser escalada em um horário mais tarde para um público maior. Bagagem de festivais internacionais, como Coachella para dizer um, ela tem. Presença, carisma, talento e uma banda de alto nível pedem passagem.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
2
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
3
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
4
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Céu abre palco principal com talento e carisma

Cantora misturou o álbum Tropix com canções mais antigas da carreira

por Rodrigo Amaral da Rocha em 26/03/2017

Ao contrário do primeiro dia de Lolla, quando nas primeiras horas de evento as atenções estavam voltadas para o BaianaSystem no Palco Axe, o público que chegou mais cedo no domingo se dividiu entre o mesmo palco, onde cantava Daniel Groove, e o palco Skol, que estava a cantora Céu apresentando o pop futurístico de seu último disco Tropix.

VEJA COMO FOI O PRIMEIRO DIA DO LOLLAPALOOZA 2017

Como tem sido nos shows deste trabalho, Céu subiu ao palco com maquiagem prateada e um figurino brilhante – desta vez com franjas coloridas ao estilo carnavalesco.

CeuCéu no Lollapalooza - Camila Cara/Divulgação

O repertório de Tropix, eleito um dos melhores álbuns nacionais de 2016 pela Billboard Brasil e destaque no Grammy Latino, já está na boca dos fãs (oito faixas foram apresentadas). Outras canções certeiras em qualquer show da cantora completaram o setlist, algumas com roupagem Tropix, como é o caso de “Malemolência” e “Cangote”.

OS MELHORES DISCOS DE 2016

A paulista não comentou o fato de ser a única mulher brasileira a se apresentar no Lolla e preferiu destacar a força – também pequena – da música brasileira com um “Viva!”.

Céu, que ganha cada vez mais as vezes de diva na música brasileira, faz por merecer pelo menos a tentativa de ser escalada em um horário mais tarde para um público maior. Bagagem de festivais internacionais, como Coachella para dizer um, ela tem. Presença, carisma, talento e uma banda de alto nível pedem passagem.