NOTÍCIAS

Compositor de “Maracatu Atômico”, Nelson Jacobina morre aos 58 anos

por em 31/05/2012
Imagem: Divulgação

Morreu na manhã desta quinta-feira, aos 58 anos, o violinista e guitarrista Nelson Jacobina, integrante da Orquestra Imperial e parceiro de longa data de Jorge Mautner, com quem compôs clássicos da música brasileira como “Lágrimas Negras”, “Árvore Da Vida”, “Samba-Jambo" e “Maracatu Atômico”, eternizada na voz de Chico Science & Nação Zumbi. 

O compositor, que lutava contra um câncer desde 2010, estava internado desde domingo. O velório será realizado às 16h desta quinta-feira, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, no Rio de Janeiro.

Integrante da Orquestra Imperial desde 2000, Jacobina gravou há cerca de um mês, mesmo debilitado, o segundo álbum de estúdio da banda, composta por músicos da nova geração da MPB como Thalma de Freitas, Moreno Veloso, Nina Becker e Kassin, entre outros.

“Ele era um militante, um guerreiro. O trabalho dele não era só fazer música e show. Ele lutava pela cultura. Ele lutou pela inclusão de minorias e pela ecologia há mais de 40 anos. Também era um ótimo arranjador", disse  seu fiel parceiro, Jorge Mautner, em entrevista ao G1.

Outros artistas também usaram as redes sociais para lamentar a morte do músico. “Triste manhã pra música brasileira, Nelson Jacobina faleceu. Descanse em paz, mestre”, escreveu o rapper Emicida em seu Twitter. Arnaldo Antunes também usou o microblog para postar um vídeo no qual faz um dueto com o músico em um programa da MTV. 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Compositor de “Maracatu Atômico”, Nelson Jacobina morre aos 58 anos

por em 31/05/2012
Imagem: Divulgação

Morreu na manhã desta quinta-feira, aos 58 anos, o violinista e guitarrista Nelson Jacobina, integrante da Orquestra Imperial e parceiro de longa data de Jorge Mautner, com quem compôs clássicos da música brasileira como “Lágrimas Negras”, “Árvore Da Vida”, “Samba-Jambo" e “Maracatu Atômico”, eternizada na voz de Chico Science & Nação Zumbi. 

O compositor, que lutava contra um câncer desde 2010, estava internado desde domingo. O velório será realizado às 16h desta quinta-feira, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, no Rio de Janeiro.

Integrante da Orquestra Imperial desde 2000, Jacobina gravou há cerca de um mês, mesmo debilitado, o segundo álbum de estúdio da banda, composta por músicos da nova geração da MPB como Thalma de Freitas, Moreno Veloso, Nina Becker e Kassin, entre outros.

“Ele era um militante, um guerreiro. O trabalho dele não era só fazer música e show. Ele lutava pela cultura. Ele lutou pela inclusão de minorias e pela ecologia há mais de 40 anos. Também era um ótimo arranjador", disse  seu fiel parceiro, Jorge Mautner, em entrevista ao G1.

Outros artistas também usaram as redes sociais para lamentar a morte do músico. “Triste manhã pra música brasileira, Nelson Jacobina faleceu. Descanse em paz, mestre”, escreveu o rapper Emicida em seu Twitter. Arnaldo Antunes também usou o microblog para postar um vídeo no qual faz um dueto com o músico em um programa da MTV.