NOTÍCIAS

Dia Mundial do Rock! Confira o nosso especial

por em 13/07/2014
Idealizado por Bob Geldof, o festival Live Aid transformou o dia 13 de julho em história. Na data, mais precisamente no ano de 1985, as cidades de Londres, na Inglaterra, Filadélfia, nos Estados Unidos, Melbourne, na Austrália e Tóquio, no Japão, receberam mega apresentações simultaneamente, com o propósito de arrecadar fundos para o fim da fome na África. Com a presença de nomes como U2, Elvis Costello, Eric Clapton, Phil Collins, Queen, Madonna, Black Sabbath e Beach Boys, o Live Aid representa um marco significativo na história da música, e a partir dele – mais especificamente em função de uma frase dita por Phil Collins (!) durante o evento – o 13 de julho ficou conhecido como o Dia Mundial do Rock, especialmente aqui no Brasil. Fizemos uma lista relembrando artistas bem sucedidos de cada década – começando nos anos 1950 – para celebrar esse ritmo reverenciado por milhares de pessoas, que transcende a música e atinge a cultura popular. Inevitavelmente, listas pressupõem escolhas e renúncias, portanto, não se assuste com o fato de nomes como Jimi Hendrix, Bob Dylan, Rolling Stones, Led Zeppelin ou The Clash não figurarem em nosso especial. Acreditem: não foi fácil. Aproveite!   Anos 1950 – Elvis Presley Elvis Aaron Presley nasceu em 8 de janeiro de 1925, em Tupelo, no Mississippi. O “Rei do Rock” foi uma figura única: um branco que se “apropriou” da música negra e contribuiu para a consolidação de um novo gênero musical. John Lennon está entre os artistas que acreditaram na possibilidade de fazer carreira no rock por causa de Elvis. O norte-americano tornou o sonho viável. Ouça “Jailhouse Rock”: http://www.youtube.com/watch?v=gj0Rz-uP4Mk   Anos 1960 – The Beatles Os quatro garotos de Liverpool dispensam apresentações: 11 entre dez críticos musicais os consideram os maiores artistas pop de todos os tempos. A musicalidade de Paul, a genialidade de John, a espiritualidade de George e a simplicidade de Ringo formam uma verdadeira entidade, que inspira bandas e fãs até hoje. Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band é tido como um dos primeiros discos conceituais da história e figura no lugar mais alto em incontáveis listas de melhores álbuns do rock, além de ser um sucesso comercial. Ouça “A Day In The Life”    Anos 1970 – Pink Floyd Apesar de ter surgido na década de 60, com o disco The Piper At The Gates Of Dawn (1967) – ainda com Syd Barrett na formação –, o Pink Floyd explodiu para o mundo e invadiu de vez o senso comum com Dark Side Of The Moon, de 1973. O álbum, um dos mais vendidos de todos os tempos (mais de 50 milhões de cópias, estima-se), começa com um batimento cardíaco e segue um fluxo musical até o arremate em “Eclipse”.Dark Side Of The Moon é um dos grandes discos da história, marco do rock progressivo, discoteca básica total. Ouça “Time”   1980 – Guns N’ Roses Formado em Los Angeles, em 1985, o Guns surgiu em meio ao sucesso de bandas inglesas intelectualizadas e herdeiras do punk – de Depeche Mode a Echo & The Bunnymen, passando por The Cure, The Smiths, entre outras. Andou na contramão de todas elas com seu disco de estreia,Appetitte For Destrucion (1987), um sucesso estrondoso. Hits como “Sweet Child O’ Mine” e “Welcome To The Jungle” fazem com que os devotos do hard rock imitem os riffs de Slash e os trejeitos vocais de Axl Rose até os dias atuais. O disco vendeu mais de 25 milhões de cópias no mundo todo. Ouça “Paradise City”   1990 - Nirvana No final dos anos 1980, rebatendo a irreverência e os exageros idiossincráticos do hard rock, surgiu na cidade de Aberdeen, em Washington, uma banda que revolucionou a música e o comportamento juvenil. Liderado por Kurt Cobain, o Nirvana foi o nome mais destacado do grunge, alcunha criada para abarcar grupos toscos e geniais do noroeste dos Estados Unidos. Nevermind, de 1991, impressionou crítica e público e geral do riff da abertura de “Smells Like Teen Spirit” até o encerramento sombrio com “Somehintg In The Way”. O suicídio de Cobain, em 1994, fortaleceu ainda mais a mística em torno do vocalista e de sua banda. Ouça “In Bloom”   2000 – Linkin Park O disco de estreia do Linkin Park, Hybrid Theory (2000), foi o mais comercializado de 2001 e vendeu mais de 25 milhões de cópias até os dias atuais, algo que já demonstra o tamanho da repercussão dos maiores expoentes do nu metal no mainstream. Chester, Shinoda e companhia seguem lotando arenas no mundo todo e, no último mês, lançaram o sexto disco de estúdio, The Hunting Party, que chegou ao terceiro lugar doBillboard 200. Nem todos os fãs de rock embarcaram na proposta do grupo, mas nenhuma outra banda de destaque do período (The Strokes, White Stripes, Queens Of The Stone Age) tem números parecidos. Ouça “Crawling”   2010 - Mumford & Sons Liderados por Marcus Mumford, os britânicos do Mumford & Sons já venderam mais de 5 milhões de discos apenas com dois trabalhos – Sigh No More  (2009) e Babel  (2012) –, deixando pra trás nomes fortes do rock como Coldplay e Black Keys.  O segundo álbum do grupo ainda arrebatou o prêmio de Álbum do Ano, no Grammy de 2013, elevando o folk rock a uma posição que o gênero poucas vezes alcançou. A década certamente revelará outros representantes de peso. Mas, por enquanto, o grupo inglês merece os holofotes. Ouça “I Will Wait”
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Dia Mundial do Rock! Confira o nosso especial

por em 13/07/2014
Idealizado por Bob Geldof, o festival Live Aid transformou o dia 13 de julho em história. Na data, mais precisamente no ano de 1985, as cidades de Londres, na Inglaterra, Filadélfia, nos Estados Unidos, Melbourne, na Austrália e Tóquio, no Japão, receberam mega apresentações simultaneamente, com o propósito de arrecadar fundos para o fim da fome na África. Com a presença de nomes como U2, Elvis Costello, Eric Clapton, Phil Collins, Queen, Madonna, Black Sabbath e Beach Boys, o Live Aid representa um marco significativo na história da música, e a partir dele – mais especificamente em função de uma frase dita por Phil Collins (!) durante o evento – o 13 de julho ficou conhecido como o Dia Mundial do Rock, especialmente aqui no Brasil. Fizemos uma lista relembrando artistas bem sucedidos de cada década – começando nos anos 1950 – para celebrar esse ritmo reverenciado por milhares de pessoas, que transcende a música e atinge a cultura popular. Inevitavelmente, listas pressupõem escolhas e renúncias, portanto, não se assuste com o fato de nomes como Jimi Hendrix, Bob Dylan, Rolling Stones, Led Zeppelin ou The Clash não figurarem em nosso especial. Acreditem: não foi fácil. Aproveite!   Anos 1950 – Elvis Presley Elvis Aaron Presley nasceu em 8 de janeiro de 1925, em Tupelo, no Mississippi. O “Rei do Rock” foi uma figura única: um branco que se “apropriou” da música negra e contribuiu para a consolidação de um novo gênero musical. John Lennon está entre os artistas que acreditaram na possibilidade de fazer carreira no rock por causa de Elvis. O norte-americano tornou o sonho viável. Ouça “Jailhouse Rock”: http://www.youtube.com/watch?v=gj0Rz-uP4Mk   Anos 1960 – The Beatles Os quatro garotos de Liverpool dispensam apresentações: 11 entre dez críticos musicais os consideram os maiores artistas pop de todos os tempos. A musicalidade de Paul, a genialidade de John, a espiritualidade de George e a simplicidade de Ringo formam uma verdadeira entidade, que inspira bandas e fãs até hoje. Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band é tido como um dos primeiros discos conceituais da história e figura no lugar mais alto em incontáveis listas de melhores álbuns do rock, além de ser um sucesso comercial. Ouça “A Day In The Life”    Anos 1970 – Pink Floyd Apesar de ter surgido na década de 60, com o disco The Piper At The Gates Of Dawn (1967) – ainda com Syd Barrett na formação –, o Pink Floyd explodiu para o mundo e invadiu de vez o senso comum com Dark Side Of The Moon, de 1973. O álbum, um dos mais vendidos de todos os tempos (mais de 50 milhões de cópias, estima-se), começa com um batimento cardíaco e segue um fluxo musical até o arremate em “Eclipse”.Dark Side Of The Moon é um dos grandes discos da história, marco do rock progressivo, discoteca básica total. Ouça “Time”   1980 – Guns N’ Roses Formado em Los Angeles, em 1985, o Guns surgiu em meio ao sucesso de bandas inglesas intelectualizadas e herdeiras do punk – de Depeche Mode a Echo & The Bunnymen, passando por The Cure, The Smiths, entre outras. Andou na contramão de todas elas com seu disco de estreia,Appetitte For Destrucion (1987), um sucesso estrondoso. Hits como “Sweet Child O’ Mine” e “Welcome To The Jungle” fazem com que os devotos do hard rock imitem os riffs de Slash e os trejeitos vocais de Axl Rose até os dias atuais. O disco vendeu mais de 25 milhões de cópias no mundo todo. Ouça “Paradise City”   1990 - Nirvana No final dos anos 1980, rebatendo a irreverência e os exageros idiossincráticos do hard rock, surgiu na cidade de Aberdeen, em Washington, uma banda que revolucionou a música e o comportamento juvenil. Liderado por Kurt Cobain, o Nirvana foi o nome mais destacado do grunge, alcunha criada para abarcar grupos toscos e geniais do noroeste dos Estados Unidos. Nevermind, de 1991, impressionou crítica e público e geral do riff da abertura de “Smells Like Teen Spirit” até o encerramento sombrio com “Somehintg In The Way”. O suicídio de Cobain, em 1994, fortaleceu ainda mais a mística em torno do vocalista e de sua banda. Ouça “In Bloom”   2000 – Linkin Park O disco de estreia do Linkin Park, Hybrid Theory (2000), foi o mais comercializado de 2001 e vendeu mais de 25 milhões de cópias até os dias atuais, algo que já demonstra o tamanho da repercussão dos maiores expoentes do nu metal no mainstream. Chester, Shinoda e companhia seguem lotando arenas no mundo todo e, no último mês, lançaram o sexto disco de estúdio, The Hunting Party, que chegou ao terceiro lugar doBillboard 200. Nem todos os fãs de rock embarcaram na proposta do grupo, mas nenhuma outra banda de destaque do período (The Strokes, White Stripes, Queens Of The Stone Age) tem números parecidos. Ouça “Crawling”   2010 - Mumford & Sons Liderados por Marcus Mumford, os britânicos do Mumford & Sons já venderam mais de 5 milhões de discos apenas com dois trabalhos – Sigh No More  (2009) e Babel  (2012) –, deixando pra trás nomes fortes do rock como Coldplay e Black Keys.  O segundo álbum do grupo ainda arrebatou o prêmio de Álbum do Ano, no Grammy de 2013, elevando o folk rock a uma posição que o gênero poucas vezes alcançou. A década certamente revelará outros representantes de peso. Mas, por enquanto, o grupo inglês merece os holofotes. Ouça “I Will Wait”