NOTÍCIAS

16 discos nacionais de que você não se lembrava (ou fez questão de esquecer)

Celebridades que lançaram álbuns, mas poderiam ter ficado longe da carreira musical

por Redação em 17/03/2017

Alguns artistas gostam de sair adicionando cargos em seus currículos. Às vezes, eles realmente têm talento para desempenhar todas as funções, mas nem sempre é o caso.

Reunimos na galeria a seguir algumas celebridades que se arriscaram na carreira musical, lançaram discos, mas que era melhor esquecer que isso aconteceu.

Ana Maria Braga – Sou Eu – 2003 – O disco traz seis músicas, em parcerias com Fábio Jr., Zezé Di Camargo & Luciano, Leonardo, Xandy e, é claro, Louro José, além de nove textos recitados, no estilo que a apresentadora começa a recitar no início do programa Mais Você para promover alto astral e autoajuda para seus fãs.

Reprodução

Dado Dolabella – Dado Pra Você – 2003 – Com esse trocadilho horrível, o cantor, ator, “feminista” e “vegano” resolveu que seria uma boa lançar um disco de músicas românticas. Alguns anos mais tarde, em 2009, ele se arriscou de novo e lançou Relax.

Reprodução

Alexandre Frota – Radical Dance by Alexandre Frota – Personalidade da mídia, Frota não podia ficar de fora dessa lista, mesmo que seu disco seja apenas uma coletânea de sucessos gravados pelos outros. Mas com uma capa dessas, mereceu entrar com menção honrosa. Para quem se interessar, o disco está sendo vendido por R$ 80 no Mercado Livre. Oportunidade única!

Reprodução

Azulão – Solta o Azulão – 1997 – Disco que saiu do palco do Ratinho, ainda na Record. Azulão era um senhor que trabalhava como assistente de palco no programa e, numa noite, Ratinho o deixou cantar seu hit – até então desconhecido. Bastou isso para Azulão gravar um CD (que trazia duas versões para o seu hit). Ratinho saiu da Record, Azulão continuou lá e acabou perdendo seu principal divulgador.

Reprodução

Celso Portiolli – É Tempo De Alegria – Celso também lançou um disco na época que apresentava o programa Tempo De Alegria ao lado de Otávio Mesquita. É desse álbum a faixa “Amizades Virtuais”, que foi relembrada na internet há pouco tempo e se tornou um viral por causa da letra engraçada.

Reprodução

Gilberto Barros – Me Faz Um Carinho – 1988 – Além de apresentador de programas vespertinos, o “Leão”, como ficou conhecido, também teve carreira de cantor. Foram sete álbuns lançados, entre eles, este que virou polêmica recentemente por causa da foto de capa.

Reprodução

Marília Gabriela – Perdida De Amor – 2002 – A apresentadora tem três discos no currículo, sendo este o último lançado por ela, com 12 faixas, na época em que ainda apresentava programas de entrevista na TV aberta. Marília define a música como um “hobby luxuoso”.

Reprodução

Maguila – Vida de Campeão – 2009 – O lutador ganhou a oportunidade de gravar um CD em uma brincadeira de um programa de televisão onde derrotou todos os candidatos cantando. As músicas são de samba, com regravações de “Vai Vadiar” e “Deixa A Vida Me Levar”, de Zeca Pagodinho.

Reprodução

Pânico – Pânico – 1995 – Sim, o elenco do Pânico já lançou um disco. Foi na época em que nosso colunista Maestro Billy ainda fazia parte da trupo – ele criou algumas das bases. O disco teve produção de Arnaldo Saccomani (sim, o jurado mal-humorado dos programas de reality musical). As letras são de Rosana Hermann (hoje no Programa do Porchat), Emilio Surita, Waguinho (também ex-integrante, hoje coordenador artístico da Metrô FM de São Paulo) e Billy.

Reprodução

Susana Vieira – Brasil Encena – 2010 – Lembra daquele micão que a atriz pagou no Faustão cantando “Per Amore” e mostrando mais do que devia? Foi divulgando este disco, em que canta temas famosos de novelas brasileiras.

Reprodução

ET & Rodolfo – Rodolfo & ET – 1998 – A dupla de repórteres que ficou conhecida por acordar famosos no programa do Gugu, ainda no SBT, chegou a lançar um disco cheio de letras de duplo sentido, com a produção de Rick Bonadio.

Reprodução

Xaropinho – Xaropinho – Outro personagem da televisão aberta brasileira que lançou um disco foi o fantoche do programa do Ratinho, também com músicas que carregavam no duplo sentido. Era adorado pelas crianças no final dos anos 1990.

Reprodução

Roberto Justus – Só Entre Nós – 2008 – O empresário nunca escondeu que adora cantar e vive dando palhinhas nos programas que apresenta. No seu disco, gravou 12 faixas de clássicos em inglês, como “What A Wonderful World” e “I’ve Got You Under My Skin”. Em entrevista ao programa do Porchat, ele admitiu “Eu não gosto do meu CD. Eu sou muito perfeccionista”.

Reprodução

Tiazinha – Tiazinha Faz A Festa – 1999 – Este é o primeiro e único disco na carreira da modelo/dançarina/seja lá o que fosse Tiazinha, a Suzana Alves. Ele vendeu mais de 300 mil cópias e traz a faixa “Uh! Tiazinha” que fez sucesso na época, na voz de Vinny. Na última quarta-feira (15/03), Suzana afirmou, durante um live no Facebook, que superou o trauma de ter vivido a Tiazinha e quer voltar à TV. Sem discos dessa vez, ok?

Reprodução

Gugu – Gugu Para Crianças – 2002 – O apresentador gravou este álbum com músicas infantis e chegou a receber Disco de Ouro, por vender mais de 100 mil cópias.

Reprodução

Seu Boneco - Sacode Brasil - 1992. No auge da popularidade da Escolinha do Professor Raimundo, o personagem Seu Boneco e sua imensa pança lançaram o disco Sacode Brasil, com repertório de músicas infantis como "O Cravo E A Rosa" e "Cai Cai Balão" e outras compostas especialmente para o disco, como "Fome Gigante" e "Dança Do Boneco". Na época, Seu Boneco era interpretado pelo ator Lug de Paula, filho de Chico Anysio.

Reprodução

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
2
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
3
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
4
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

16 discos nacionais de que você não se lembrava (ou fez questão de esquecer)

Celebridades que lançaram álbuns, mas poderiam ter ficado longe da carreira musical

por Redação em 17/03/2017

Alguns artistas gostam de sair adicionando cargos em seus currículos. Às vezes, eles realmente têm talento para desempenhar todas as funções, mas nem sempre é o caso.

Reunimos na galeria a seguir algumas celebridades que se arriscaram na carreira musical, lançaram discos, mas que era melhor esquecer que isso aconteceu.

Ana Maria Braga – Sou Eu – 2003 – O disco traz seis músicas, em parcerias com Fábio Jr., Zezé Di Camargo & Luciano, Leonardo, Xandy e, é claro, Louro José, além de nove textos recitados, no estilo que a apresentadora começa a recitar no início do programa Mais Você para promover alto astral e autoajuda para seus fãs.

Reprodução

Dado Dolabella – Dado Pra Você – 2003 – Com esse trocadilho horrível, o cantor, ator, “feminista” e “vegano” resolveu que seria uma boa lançar um disco de músicas românticas. Alguns anos mais tarde, em 2009, ele se arriscou de novo e lançou Relax.

Reprodução

Alexandre Frota – Radical Dance by Alexandre Frota – Personalidade da mídia, Frota não podia ficar de fora dessa lista, mesmo que seu disco seja apenas uma coletânea de sucessos gravados pelos outros. Mas com uma capa dessas, mereceu entrar com menção honrosa. Para quem se interessar, o disco está sendo vendido por R$ 80 no Mercado Livre. Oportunidade única!

Reprodução

Azulão – Solta o Azulão – 1997 – Disco que saiu do palco do Ratinho, ainda na Record. Azulão era um senhor que trabalhava como assistente de palco no programa e, numa noite, Ratinho o deixou cantar seu hit – até então desconhecido. Bastou isso para Azulão gravar um CD (que trazia duas versões para o seu hit). Ratinho saiu da Record, Azulão continuou lá e acabou perdendo seu principal divulgador.

Reprodução

Celso Portiolli – É Tempo De Alegria – Celso também lançou um disco na época que apresentava o programa Tempo De Alegria ao lado de Otávio Mesquita. É desse álbum a faixa “Amizades Virtuais”, que foi relembrada na internet há pouco tempo e se tornou um viral por causa da letra engraçada.

Reprodução

Gilberto Barros – Me Faz Um Carinho – 1988 – Além de apresentador de programas vespertinos, o “Leão”, como ficou conhecido, também teve carreira de cantor. Foram sete álbuns lançados, entre eles, este que virou polêmica recentemente por causa da foto de capa.

Reprodução

Marília Gabriela – Perdida De Amor – 2002 – A apresentadora tem três discos no currículo, sendo este o último lançado por ela, com 12 faixas, na época em que ainda apresentava programas de entrevista na TV aberta. Marília define a música como um “hobby luxuoso”.

Reprodução

Maguila – Vida de Campeão – 2009 – O lutador ganhou a oportunidade de gravar um CD em uma brincadeira de um programa de televisão onde derrotou todos os candidatos cantando. As músicas são de samba, com regravações de “Vai Vadiar” e “Deixa A Vida Me Levar”, de Zeca Pagodinho.

Reprodução

Pânico – Pânico – 1995 – Sim, o elenco do Pânico já lançou um disco. Foi na época em que nosso colunista Maestro Billy ainda fazia parte da trupo – ele criou algumas das bases. O disco teve produção de Arnaldo Saccomani (sim, o jurado mal-humorado dos programas de reality musical). As letras são de Rosana Hermann (hoje no Programa do Porchat), Emilio Surita, Waguinho (também ex-integrante, hoje coordenador artístico da Metrô FM de São Paulo) e Billy.

Reprodução

Susana Vieira – Brasil Encena – 2010 – Lembra daquele micão que a atriz pagou no Faustão cantando “Per Amore” e mostrando mais do que devia? Foi divulgando este disco, em que canta temas famosos de novelas brasileiras.

Reprodução

ET & Rodolfo – Rodolfo & ET – 1998 – A dupla de repórteres que ficou conhecida por acordar famosos no programa do Gugu, ainda no SBT, chegou a lançar um disco cheio de letras de duplo sentido, com a produção de Rick Bonadio.

Reprodução

Xaropinho – Xaropinho – Outro personagem da televisão aberta brasileira que lançou um disco foi o fantoche do programa do Ratinho, também com músicas que carregavam no duplo sentido. Era adorado pelas crianças no final dos anos 1990.

Reprodução

Roberto Justus – Só Entre Nós – 2008 – O empresário nunca escondeu que adora cantar e vive dando palhinhas nos programas que apresenta. No seu disco, gravou 12 faixas de clássicos em inglês, como “What A Wonderful World” e “I’ve Got You Under My Skin”. Em entrevista ao programa do Porchat, ele admitiu “Eu não gosto do meu CD. Eu sou muito perfeccionista”.

Reprodução

Tiazinha – Tiazinha Faz A Festa – 1999 – Este é o primeiro e único disco na carreira da modelo/dançarina/seja lá o que fosse Tiazinha, a Suzana Alves. Ele vendeu mais de 300 mil cópias e traz a faixa “Uh! Tiazinha” que fez sucesso na época, na voz de Vinny. Na última quarta-feira (15/03), Suzana afirmou, durante um live no Facebook, que superou o trauma de ter vivido a Tiazinha e quer voltar à TV. Sem discos dessa vez, ok?

Reprodução

Gugu – Gugu Para Crianças – 2002 – O apresentador gravou este álbum com músicas infantis e chegou a receber Disco de Ouro, por vender mais de 100 mil cópias.

Reprodução

Seu Boneco - Sacode Brasil - 1992. No auge da popularidade da Escolinha do Professor Raimundo, o personagem Seu Boneco e sua imensa pança lançaram o disco Sacode Brasil, com repertório de músicas infantis como "O Cravo E A Rosa" e "Cai Cai Balão" e outras compostas especialmente para o disco, como "Fome Gigante" e "Dança Do Boneco". Na época, Seu Boneco era interpretado pelo ator Lug de Paula, filho de Chico Anysio.

Reprodução