NOTÍCIAS

Elton John e Michael Stipe pedem proteção para presos transexuais

por em 08/04/2015
Elton John e Michael Stipe, vocalista do extinto R.E.M., estão reivindicando direitos iguais para transexuais presos depois das acusações de maus tratos em umcentro carcerário da Georgia, nos Estados Unidos. “Mulheres transexuais em prisões masculinas têm direito à proteção contra violência e abuso e, mesmo assim, continuam a enfrentar injustiças horríveis”,escreveram os artistas em um documento revelado na última terça-feira (7/04). Na semana passada, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse que os agentes penitenciários devem tratar as condições de gênero dos presos como tratariam qualquer outra condição médica de saúde física ou mental. A decisão vem na sequência da ação judicial promovida em fevereiro por Ashley Diamond, atransexual agredida na Georgia. De acordo com a ação, agentes penitenciários não providenciaram tratamento adequado para o transtorno de identidade de gênero de Ashley, o que inclui a falta de hormônios por três anos. “Nestes casos – mais do que em outras situações – os abusos não são reportados porque os abusadores são guardas e funcionários das prisões”, disseram Stipe e John. “É ultrajante e passa uma mensagem horrível: a de que a violência e a discriminação contra pessoas trans não só é permitida, como também é aprovada.”
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
3
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
4
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
5
Regime Fechado
Simone & Simaria
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Elton John e Michael Stipe pedem proteção para presos transexuais

por em 08/04/2015
Elton John e Michael Stipe, vocalista do extinto R.E.M., estão reivindicando direitos iguais para transexuais presos depois das acusações de maus tratos em umcentro carcerário da Georgia, nos Estados Unidos. “Mulheres transexuais em prisões masculinas têm direito à proteção contra violência e abuso e, mesmo assim, continuam a enfrentar injustiças horríveis”,escreveram os artistas em um documento revelado na última terça-feira (7/04). Na semana passada, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse que os agentes penitenciários devem tratar as condições de gênero dos presos como tratariam qualquer outra condição médica de saúde física ou mental. A decisão vem na sequência da ação judicial promovida em fevereiro por Ashley Diamond, atransexual agredida na Georgia. De acordo com a ação, agentes penitenciários não providenciaram tratamento adequado para o transtorno de identidade de gênero de Ashley, o que inclui a falta de hormônios por três anos. “Nestes casos – mais do que em outras situações – os abusos não são reportados porque os abusadores são guardas e funcionários das prisões”, disseram Stipe e John. “É ultrajante e passa uma mensagem horrível: a de que a violência e a discriminação contra pessoas trans não só é permitida, como também é aprovada.”