NOTÍCIAS

Entenda por que ainda não existe uma cinebiografia sobre Tupac

por em 23/07/2015
Antes de sua morte em 1996, o rapper Tupac Shakur atuou em nove projetos de cinema e de TV, incluindo o filme Juice e a sitcom criada por Bill Cosby, A Different World. Por outro lado, após o seu falecimento, Tupac é retratado em apenas dois longas-metragens: Notorious, de 2009, e Straight Outta Compton, de 2015 – além do documentário Tupac: Ressurection, de 2003. Os fãs do rapper e de música sentem falta de uma cinebiografia sobre essa figura, cuja história de vida é uma das mais dramáticas e interessantes da história do rap, que envolve álbuns multiplatinados e uma morte até hoje misteriosa. Em março de 2014, Straight Outta Compton, da Universal, e uma cinebiografia do Tupac produzida pelos estúdios da Morgan Creek sob direção de John Singleton estavam prontos para o início da produção. Porém, enquanto Compton começava a ser filmado em agosto, o filme sem título da Morgan Creek teve de ser interrompido por causa da saída de Singleton. Alguns diziam que ele havia se irritado com os atrasos nas filmagens, porém o próprio diretor se manifestou no Instagram: “As pessoas envolvidas não estão respeitando o legado de Tupac”, escreveu. Ele ainda promete um projeto dedicado ao rapper de sua própria autoria. CARTA QUE EMINEM ESCREVEU PARA MÃE DE TUPAC RODA A INTERNET Com esta baixa, o diretor Carl Franklin foi chamado para tomar a frente do projeto e iniciou uma pesquisa. Entretanto, a Morgan Creek não pode se dar ao luxo de esperar por muito mais tempo. Em 2009, a produtora processou a mãe de Tupac, Afeni Shakur, por ter negociado o controle criativo da obra após ter fechado o acordo com a produtora. Afeni, por outro lado, afirmou que não havia nenhuma negociação. Uma fonte revelou que a produção da cinebiografia não termina este ano. O produtor Randal Emmett minimizou qualquer polêmica, afirmando que a mãe de Tupac é uma das produtoras da obra. “Sentimos uma grande responsabilidade pelo filme, o legado e a família de Tupac”, diz Emmett. “Estaremos em produção em novembro.” Enquanto isso, Gobi Rahimi, que dirigiu alguns videoclipes de Tupac, está tentando fazer um filme sobre os últimos dias do rapper. Ele lançou uma campanha de crowdfunding para financiar o filme, intitulado 7 Dayz, mas a arrecadação, finalizada no dia 2 de junho, não atingiu a meta de US $ 300 mil.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Entenda por que ainda não existe uma cinebiografia sobre Tupac

por em 23/07/2015
Antes de sua morte em 1996, o rapper Tupac Shakur atuou em nove projetos de cinema e de TV, incluindo o filme Juice e a sitcom criada por Bill Cosby, A Different World. Por outro lado, após o seu falecimento, Tupac é retratado em apenas dois longas-metragens: Notorious, de 2009, e Straight Outta Compton, de 2015 – além do documentário Tupac: Ressurection, de 2003. Os fãs do rapper e de música sentem falta de uma cinebiografia sobre essa figura, cuja história de vida é uma das mais dramáticas e interessantes da história do rap, que envolve álbuns multiplatinados e uma morte até hoje misteriosa. Em março de 2014, Straight Outta Compton, da Universal, e uma cinebiografia do Tupac produzida pelos estúdios da Morgan Creek sob direção de John Singleton estavam prontos para o início da produção. Porém, enquanto Compton começava a ser filmado em agosto, o filme sem título da Morgan Creek teve de ser interrompido por causa da saída de Singleton. Alguns diziam que ele havia se irritado com os atrasos nas filmagens, porém o próprio diretor se manifestou no Instagram: “As pessoas envolvidas não estão respeitando o legado de Tupac”, escreveu. Ele ainda promete um projeto dedicado ao rapper de sua própria autoria. CARTA QUE EMINEM ESCREVEU PARA MÃE DE TUPAC RODA A INTERNET Com esta baixa, o diretor Carl Franklin foi chamado para tomar a frente do projeto e iniciou uma pesquisa. Entretanto, a Morgan Creek não pode se dar ao luxo de esperar por muito mais tempo. Em 2009, a produtora processou a mãe de Tupac, Afeni Shakur, por ter negociado o controle criativo da obra após ter fechado o acordo com a produtora. Afeni, por outro lado, afirmou que não havia nenhuma negociação. Uma fonte revelou que a produção da cinebiografia não termina este ano. O produtor Randal Emmett minimizou qualquer polêmica, afirmando que a mãe de Tupac é uma das produtoras da obra. “Sentimos uma grande responsabilidade pelo filme, o legado e a família de Tupac”, diz Emmett. “Estaremos em produção em novembro.” Enquanto isso, Gobi Rahimi, que dirigiu alguns videoclipes de Tupac, está tentando fazer um filme sobre os últimos dias do rapper. Ele lançou uma campanha de crowdfunding para financiar o filme, intitulado 7 Dayz, mas a arrecadação, finalizada no dia 2 de junho, não atingiu a meta de US $ 300 mil.