NOTÍCIAS

Especial Lollapalooza: Friendly Fires curte rock e dance, mas odeia Skrillex

por em 05/04/2012
Imagem: Divulgação

“Somos uma banda de rock tocando dance music. Ou músicos dance tentando fazer rock, tanto faz”, tenta definir o baterista do trio britânico Friendly Fires. Mas Jack Savidge, que também é DJ, não engole qualquer batida, especialmente as do fenômeno americano Skrillex. “A primeira vez que o vi, realmente odiei. Depois, odiei um pouco menos”, diz. É melhor o ódio esfriar, para não sair faísca: Friendly Fires e Skrillex vão se encontrar em São Paulo, no festival Lollapalooza, ambos no domingo, dia 8.

O trio Friendly Fires tem uma forte ligação com o samba. Chegou a fazer em 2008 shows com dançarinas e percussionistas da London School of Samba, grêmio recrativo de sambistas na Inglaterra. O auge da influência brasileira no rock dançante e moderninho do grupo foi o single “Kiss Of Life”, lançado em 2009, no embalo da boa repercussão do disco de estreia. Naquele ano eles também fizeram shows quentes no Brasil.

No CD seguinte, Pala (2011), eles desencanam um pouco dos tambores, mas mesmo assim Jack define como o “disco de verão” da banda – não é por acaso que tem arara colorida de asas abertas na capa. Mas em 2012 eles resolveram voar para o norte, planejando um choque térmico musical.

No meio do inverno brutal que matou mais de 600 pessoas na Europa, os três músicos se trancaram em uma casa na Suécia, 35ºC negativos lá fora. “Queríamos nos isolar do mundo, ficar dez dias só fazendo música. Além disso, estávamos interessados no filme “Swedish Love Story” [drama sueco de 1970]. As coisas novas podem ser vistas como sua trilha-sonora”, adianta o baterista Jack Savidge sobre o disco que deve sair no fim do ano. “Talvez seja o nosso álbum de inverno.”

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Especial Lollapalooza: Friendly Fires curte rock e dance, mas odeia Skrillex

por em 05/04/2012
Imagem: Divulgação

“Somos uma banda de rock tocando dance music. Ou músicos dance tentando fazer rock, tanto faz”, tenta definir o baterista do trio britânico Friendly Fires. Mas Jack Savidge, que também é DJ, não engole qualquer batida, especialmente as do fenômeno americano Skrillex. “A primeira vez que o vi, realmente odiei. Depois, odiei um pouco menos”, diz. É melhor o ódio esfriar, para não sair faísca: Friendly Fires e Skrillex vão se encontrar em São Paulo, no festival Lollapalooza, ambos no domingo, dia 8.

O trio Friendly Fires tem uma forte ligação com o samba. Chegou a fazer em 2008 shows com dançarinas e percussionistas da London School of Samba, grêmio recrativo de sambistas na Inglaterra. O auge da influência brasileira no rock dançante e moderninho do grupo foi o single “Kiss Of Life”, lançado em 2009, no embalo da boa repercussão do disco de estreia. Naquele ano eles também fizeram shows quentes no Brasil.

No CD seguinte, Pala (2011), eles desencanam um pouco dos tambores, mas mesmo assim Jack define como o “disco de verão” da banda – não é por acaso que tem arara colorida de asas abertas na capa. Mas em 2012 eles resolveram voar para o norte, planejando um choque térmico musical.

No meio do inverno brutal que matou mais de 600 pessoas na Europa, os três músicos se trancaram em uma casa na Suécia, 35ºC negativos lá fora. “Queríamos nos isolar do mundo, ficar dez dias só fazendo música. Além disso, estávamos interessados no filme “Swedish Love Story” [drama sueco de 1970]. As coisas novas podem ser vistas como sua trilha-sonora”, adianta o baterista Jack Savidge sobre o disco que deve sair no fim do ano. “Talvez seja o nosso álbum de inverno.”