NOTÍCIAS

Fenômeno espanhol, Pablo Alborán tenta conquistar (mais) público no Brasil

Em agosto, cantor lançou dueto com Tiê para trilha sonora de novela

por Marcos Lauro em 26/09/2016

27 anos de idade e pouco mais de seis de carreira. Parece pouco, mas Pablo Alborán já conquistou números impressionantes no mercado de sua terra natal, Espanha – o vizinho Portugal também se rendeu rapidamente ao jovem cantor. E, desde agosto, Alborán tem o dueto com Tiê, “Donde Está El Amor”, em alta rotação por conta da presença na trilha da novela Haja Coração, da Rede Globo.

Alborán, assim como a maioria dos atuais astros do pop latino, já nasceu como artista com a internet – antes de se lançar profissionalmente, publicava vídeos no YouTube. Quando chegou o momento de gravar o primeiro álbum, o cantor já tinha uma coleção de 40 músicas compostas. Com esse fôlego, Alborán foi o artista que mais vendeu na Espanha em 2011 e 2012 – um feito inédito para um artista até então estreante. Foram dois álbuns em 2011 (um deles acústico) e o segundo de estúdio, Tanto, em 2012.

O cantor tem um relacionamento sério com o Grammy Latino e foi indicado em todos os anos, desde 2011. Em 2016, ele tem mais três chances de conquistar o tão esperado troféu: concorre à Gravação do Ano com a faixa “Se Puede Amar” e, com o ao vivo Tour Terral - Tres noches en Las Ventas está nas categorias Álbum Do Ano e Melhor Álbum Pop Vocal Contemporâneo. Ainda em 2016, ganhou o Goya, principal prêmio de artes da Espanha, como Melhor Canção Original com “Palmeras Em La Nieve”.

Alborán tem um estilo bastante romântico e não deixou o romantismo de lado mesmo quando tornou seu som mais moderno no álbum de estúdio mais recente, Terral, de 2014. O cantor acredita que não há um afastamento entre a música romântica e o público jovem: “Olhe para Adele cantando ‘Hello’, não pode haver uma música mais romântica. O romance será sempre necessário: precisamos dizer ‘eu te amo’, pedir desculpas, ‘senti sua falta’. Eu, pelo menos, preciso disso”, disse ao jornal El Pais. Aliás, Alborán já afirmou à Cosmopolitan Mexico que gostaria de fazer um dueto com Adele. O romantismo ia agradecer por esse encontro.

Outro encontro esperado é de Alborán com o público brasileiro. O cantor passou pela América Latina na turnê mais recente e fez shows com casas cheias em Montevidéu, Buenos Aires e Santiago, entre outras cidades, mas ainda não se apresentou em terras brasileiras. Fica a torcida dos fãs para que esse dueto com a Tiê possa ser apresentado em palcos brasileiros na próxima turnê.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Fenômeno espanhol, Pablo Alborán tenta conquistar (mais) público no Brasil

Em agosto, cantor lançou dueto com Tiê para trilha sonora de novela

por Marcos Lauro em 26/09/2016

27 anos de idade e pouco mais de seis de carreira. Parece pouco, mas Pablo Alborán já conquistou números impressionantes no mercado de sua terra natal, Espanha – o vizinho Portugal também se rendeu rapidamente ao jovem cantor. E, desde agosto, Alborán tem o dueto com Tiê, “Donde Está El Amor”, em alta rotação por conta da presença na trilha da novela Haja Coração, da Rede Globo.

Alborán, assim como a maioria dos atuais astros do pop latino, já nasceu como artista com a internet – antes de se lançar profissionalmente, publicava vídeos no YouTube. Quando chegou o momento de gravar o primeiro álbum, o cantor já tinha uma coleção de 40 músicas compostas. Com esse fôlego, Alborán foi o artista que mais vendeu na Espanha em 2011 e 2012 – um feito inédito para um artista até então estreante. Foram dois álbuns em 2011 (um deles acústico) e o segundo de estúdio, Tanto, em 2012.

O cantor tem um relacionamento sério com o Grammy Latino e foi indicado em todos os anos, desde 2011. Em 2016, ele tem mais três chances de conquistar o tão esperado troféu: concorre à Gravação do Ano com a faixa “Se Puede Amar” e, com o ao vivo Tour Terral - Tres noches en Las Ventas está nas categorias Álbum Do Ano e Melhor Álbum Pop Vocal Contemporâneo. Ainda em 2016, ganhou o Goya, principal prêmio de artes da Espanha, como Melhor Canção Original com “Palmeras Em La Nieve”.

Alborán tem um estilo bastante romântico e não deixou o romantismo de lado mesmo quando tornou seu som mais moderno no álbum de estúdio mais recente, Terral, de 2014. O cantor acredita que não há um afastamento entre a música romântica e o público jovem: “Olhe para Adele cantando ‘Hello’, não pode haver uma música mais romântica. O romance será sempre necessário: precisamos dizer ‘eu te amo’, pedir desculpas, ‘senti sua falta’. Eu, pelo menos, preciso disso”, disse ao jornal El Pais. Aliás, Alborán já afirmou à Cosmopolitan Mexico que gostaria de fazer um dueto com Adele. O romantismo ia agradecer por esse encontro.

Outro encontro esperado é de Alborán com o público brasileiro. O cantor passou pela América Latina na turnê mais recente e fez shows com casas cheias em Montevidéu, Buenos Aires e Santiago, entre outras cidades, mas ainda não se apresentou em terras brasileiras. Fica a torcida dos fãs para que esse dueto com a Tiê possa ser apresentado em palcos brasileiros na próxima turnê.