NOTÍCIAS

Há 47 anos, o clássico “All You Need Is Love”, dos Beatles, chegava ao topo das paradas

por em 19/08/2014
No dia 19 de agosto de 1967, o The Doors perdia seu reinado de três semanas no Hot 100 – com o hit “Light My Fire” – para os Beatles e sua ode ao amor “All You Need Is Love”.  A canção foi lançada como single, em julho daquele ano, tendo como lado B a faixa “Baby You’re A Rich Man”. Posteriormente, as duas músicas entrariam no repertório do disco Magical Mistery Tour, lançado em novembro de 1967. Em tempos de guerra do Vietnã, a canção tornou-se um apelo pela paz e representou um grande marco na história da televisão mundial. No início de 1967, os quatro garotos de Liverpool foram convidados pela emissora BBC para participarem do que seria a primeira apresentação global ao vivo na televisão. O programa Our World, com mais de duas horas, foi exibido no dia 25 de junho de 1967 e transmitido para 26 países. Os Beatles apresentaram “All You Need Is Love” num estúdio de Abbey Road e contaram com a presença de nomes como Mick Jagger, Eric Clapton e Keith Moon. As imagens daquela apresentação, aliada à atmosfera do “Verão do Amor” – muito fortalecida pelo hino –, marcaram o imaginário popular da época de maneira colossal. O curioso é que justamente pelo fato de ser apresentada em rede mundial, “All You Need Is Love” ganhou contornos de igualdade e de “abaixo as fronteiras”. Na época, a BBC deixou claro para os Beatles que a ocasião exigia uma música de fácil compreensão dos telespectadores, que seriam das mais variadas nacionalidades. Brian Epstein, empresário da banda, chegou a afirmar posteriormente que a canção era certeira, pois não tinha como ser mal interpretada.  Paul McCartney afirmou que a ideia “você só precisa de amor” era a grande proposta dos Beatles. Uma das provas de que o desejo era criar uma canção universal é a introdução, que conta com as notas de “A Marselhesa”, o hino nacional francês. A mensagem já havia sido uma empreitada de John Lennon na faixa “The World”, presente no álbum Rubber Soul (1965) – “Espalhe a palavra [amor] e você será livre”, diz parte da letra –, mas foi com “All You Need Is Love” que o músico tornou-se um verdadeiro baluarte do pacifismo e do amor livre. A carreira solo de Lennon impulsionou esse ideário “paz e amor” com canções como “Give Peace A Chance” e “Power To The People”. “All You Need Is Love” ficou apenas uma semana no topo do Hot 100 – e três no 1º lugar das paradas britânicas. Mas, independentemente dos rankings, foi uma canção-chave para que os Beatles transcendessem sua posição de artistas bem-sucedidos e se tornassem de vez ícones da cultura pop, dos costumes e de uma geração sedenta por ideais e sonhos. Relembre “All You Need Is Love”: https://www.youtube.com/watch?v=s-pFAFsTFTI
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
2
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
3
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
4
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
5
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Há 47 anos, o clássico “All You Need Is Love”, dos Beatles, chegava ao topo das paradas

por em 19/08/2014
No dia 19 de agosto de 1967, o The Doors perdia seu reinado de três semanas no Hot 100 – com o hit “Light My Fire” – para os Beatles e sua ode ao amor “All You Need Is Love”.  A canção foi lançada como single, em julho daquele ano, tendo como lado B a faixa “Baby You’re A Rich Man”. Posteriormente, as duas músicas entrariam no repertório do disco Magical Mistery Tour, lançado em novembro de 1967. Em tempos de guerra do Vietnã, a canção tornou-se um apelo pela paz e representou um grande marco na história da televisão mundial. No início de 1967, os quatro garotos de Liverpool foram convidados pela emissora BBC para participarem do que seria a primeira apresentação global ao vivo na televisão. O programa Our World, com mais de duas horas, foi exibido no dia 25 de junho de 1967 e transmitido para 26 países. Os Beatles apresentaram “All You Need Is Love” num estúdio de Abbey Road e contaram com a presença de nomes como Mick Jagger, Eric Clapton e Keith Moon. As imagens daquela apresentação, aliada à atmosfera do “Verão do Amor” – muito fortalecida pelo hino –, marcaram o imaginário popular da época de maneira colossal. O curioso é que justamente pelo fato de ser apresentada em rede mundial, “All You Need Is Love” ganhou contornos de igualdade e de “abaixo as fronteiras”. Na época, a BBC deixou claro para os Beatles que a ocasião exigia uma música de fácil compreensão dos telespectadores, que seriam das mais variadas nacionalidades. Brian Epstein, empresário da banda, chegou a afirmar posteriormente que a canção era certeira, pois não tinha como ser mal interpretada.  Paul McCartney afirmou que a ideia “você só precisa de amor” era a grande proposta dos Beatles. Uma das provas de que o desejo era criar uma canção universal é a introdução, que conta com as notas de “A Marselhesa”, o hino nacional francês. A mensagem já havia sido uma empreitada de John Lennon na faixa “The World”, presente no álbum Rubber Soul (1965) – “Espalhe a palavra [amor] e você será livre”, diz parte da letra –, mas foi com “All You Need Is Love” que o músico tornou-se um verdadeiro baluarte do pacifismo e do amor livre. A carreira solo de Lennon impulsionou esse ideário “paz e amor” com canções como “Give Peace A Chance” e “Power To The People”. “All You Need Is Love” ficou apenas uma semana no topo do Hot 100 – e três no 1º lugar das paradas britânicas. Mas, independentemente dos rankings, foi uma canção-chave para que os Beatles transcendessem sua posição de artistas bem-sucedidos e se tornassem de vez ícones da cultura pop, dos costumes e de uma geração sedenta por ideais e sonhos. Relembre “All You Need Is Love”: https://www.youtube.com/watch?v=s-pFAFsTFTI