NOTÍCIAS

Homem se passa por empresário de Adele para conseguir ingressos de Kendrick Lamar

Cantora britânica não foi a primeira vítima do criminoso

por Redação em 09/05/2017

Um casal foi preso em Miami durante o último fim de semana após fingir serem empresários de Adele na tentativa de conseguirem ingressos grátis para o show de Kendrick Lamar no festival Rolling Loud.

FRAUDE COM INGRESSOS PARA ADELE E HAMILTON CHEGA A US$ 81 MILHÕES

Justin Jackson e sua esposa, Angel Lii, já fizeram uma série de fraudes anteriormente, de acordo com o jornal Miami Herald. Os dois posaram como o empresário de Adele, Jonathan Dickins, no passado para conseguir ingressos grátis e lembranças de Rihanna, Usher, Drake, Katy Perry, Chris Brown e Pharrell Williams.

Enquanto Jackson e Angel tentavam receber presentes usando o nome de Dickins, o verdadeiro começou a receber e-mails de outros representantes questionando o que estava acontecendo. Ele noticiou a fraude para a polícia há mais de um ano, iniciando uma investigação.

Quando o casal-problema entrou em contato com a gravadora de Lamar, Interscope, eles suspeitaram que era falso e falaram com Dickins para confirmar a informação. Dickins avisou a polícia, que usou a oportunidade para montar uma emboscada, se passando por produtores.

FÃ VENDE AR DO SHOW DE ADELE NO EBAY

Quando Jackson, Angel e uma outra mulher chegaram ao parque Bayfront para retirar os ingressos no sábado – afirmando que Dickins estava trabalhando com clientes o dia inteiro – o casal foi imediatamente preso pela polícia e agora responde por roubo de identidade. A outra mulher não foi presa.

Essa não é a primeira vez que Jackson é acusado de roubar a identidade de um representante de celebridade. Em 2007, ele foi condenado a dois anos de prisão após fingir ser o empresário de Madonna e convencer uma loja de Nova York a emprestar US$ 2,4 milhões em joias que ele penhorou.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
3
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
4
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
5
Regime Fechado
Simone & Simaria
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Homem se passa por empresário de Adele para conseguir ingressos de Kendrick Lamar

Cantora britânica não foi a primeira vítima do criminoso

por Redação em 09/05/2017

Um casal foi preso em Miami durante o último fim de semana após fingir serem empresários de Adele na tentativa de conseguirem ingressos grátis para o show de Kendrick Lamar no festival Rolling Loud.

FRAUDE COM INGRESSOS PARA ADELE E HAMILTON CHEGA A US$ 81 MILHÕES

Justin Jackson e sua esposa, Angel Lii, já fizeram uma série de fraudes anteriormente, de acordo com o jornal Miami Herald. Os dois posaram como o empresário de Adele, Jonathan Dickins, no passado para conseguir ingressos grátis e lembranças de Rihanna, Usher, Drake, Katy Perry, Chris Brown e Pharrell Williams.

Enquanto Jackson e Angel tentavam receber presentes usando o nome de Dickins, o verdadeiro começou a receber e-mails de outros representantes questionando o que estava acontecendo. Ele noticiou a fraude para a polícia há mais de um ano, iniciando uma investigação.

Quando o casal-problema entrou em contato com a gravadora de Lamar, Interscope, eles suspeitaram que era falso e falaram com Dickins para confirmar a informação. Dickins avisou a polícia, que usou a oportunidade para montar uma emboscada, se passando por produtores.

FÃ VENDE AR DO SHOW DE ADELE NO EBAY

Quando Jackson, Angel e uma outra mulher chegaram ao parque Bayfront para retirar os ingressos no sábado – afirmando que Dickins estava trabalhando com clientes o dia inteiro – o casal foi imediatamente preso pela polícia e agora responde por roubo de identidade. A outra mulher não foi presa.

Essa não é a primeira vez que Jackson é acusado de roubar a identidade de um representante de celebridade. Em 2007, ele foi condenado a dois anos de prisão após fingir ser o empresário de Madonna e convencer uma loja de Nova York a emprestar US$ 2,4 milhões em joias que ele penhorou.