NOTÍCIAS

Jota Quest registra 15 anos de festa no palco e no camarim

por em 26/04/2012
Imagem: Divulgação

Há 16 anos, o Jota Quest estreava, com direito a peruca black power, no festivo álbum J.Quest. O grupo despontou como um dos grandes nomes do pop brasileiro. Dúzias de hits mais tarde, a banda celebrou sua carreira de sucesso ao lado dos amigos em uma festa típica de quem sabe se divertir. A festa de 15 anos em 2011 foi registrada e está prestes a ser lançado no DVD Folia & Caos.

Em um bate papo com a Billboard Brasil, o guitarrista Marco Túlio conta os pontos fortes desse registro e deixa bem claro: “Valeu a pena”. Ele avisa que o DVD não veio para contar prematuramente a história de uma banda que ainda tem muita coisa para construir. “Mostra a realização de um sonho adolescente de cinco caras”, conta.

O projeto, que começou no verão do ano passado com uma série de shows pela turnê “Jota Quest – 15 Anos Na Moral”, contempla grande parte do repertório da banda e registra encontros inusitados entre banda, ídolos, amigos e parceiros.

Assim, o Jota Quest ganha outros temperos com as participações de artistas como Maria Gadú, Ney Matogrosso, Lenine, Marcelo Falcão, dentre outros. “Os ensaios eram feitos todos na passagem de som”, entrega Marco Túlio. “Me sinto honrado por ter tido o abraço dessa turma toda”, acrescenta.

Quanto às referências musicais da banda para este novo projeto, o guitarrista dispara: “De Chuck Berry até hoje tudo é referência para o Jota Quest”. Uma das grandes influências nacionais da banda, o Legião Urbana, é um dos destaques do documentário, tanto nas participações frequentes de Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos na turnê, quanto nos depoimento apaixonados dos integrantes.

“Nós éramos adolescentes nos anos 80. Nós vivemos aquilo. Renato Russo tornou-se quase mítico, quase religião. Esse encontro [com Marcelo e Dado] já aconteceu várias vezes, eles se tornaram nossos amigos. Mas mexe com a nossa memória afetiva”, conta.

Os integrantes do Jota Quest também eram adolescentes quando, em 1985, o Rock In Rio desembarcou no Brasil pela primeira vez. Na época, pisar naquele palco, onde lendas como Freddie Mercury já estiveram, não passava de um sonho de moleque. 

Ainda bem que estavam filmando quando, no ano passado, a banda subiu pela primeira vez no palco do Rock In Rio, promovendo catarse em um público de 100 mil pessoas. Momento épico na carreira do Jota Quest, registrado no DVD.

“Foi marcante. Um dos melhores shows da nossa carreira”, diz Marco Túlio. “Nós começamos tocando em lugares pequenos e gostamos disso. Mas o Jota também tem essa vocação para arena.”

Camarim famoso

O camarim da banda é também palco de muitos outros encontros. “O Jota é uma banda muito festeira. O camarim é o auge e o povo adotou”, conta Marco Túlio. Em uma parte do documentário o baixista da banda, PJ, diz que até o boêmio Paulo César Pereio, ator e apresentador do programa Sem Frescura, do Canal Brasil, conhecia a fama das festas de camarim promovidas pela banda. Marco Túlio conta que isso não passou de uma brincadeira, mas avisa que é fã de Pereio e que ele está mais do que convidado. 

Recheado de abraços e encontros, Folia & Caos é a narrativa da realização do sonho de muitos jovens que têm banda. “O moleque que tá começando, ele quer viver isso, é o ideal de toda banda de rock, meio romântico e até utópico. Mas nós temos conseguido”, conta o guitarrista. 

O DVD Folia & Caos deverá ser lançado em maio, porém a íntegra do projeto feito em formato de documentário poderá ser visto no próximo domingo, 29/4, no canal de TV Multishow.

A banda também adiantou que, além de seguir com a segunda etapa dessa turnê comemorativa, um disco de inéditas pode chegar até o meio do ano que vem. No final do bate papo, uma pergunta: afinal, “o que é preciso falar” do Jota Quest? A resposta foi categórica: “Não precisa falar mais nada, vá a um show. O Jota são esses 15 anos”, finaliza Marco Túlio.   

 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Jota Quest registra 15 anos de festa no palco e no camarim

por em 26/04/2012
Imagem: Divulgação

Há 16 anos, o Jota Quest estreava, com direito a peruca black power, no festivo álbum J.Quest. O grupo despontou como um dos grandes nomes do pop brasileiro. Dúzias de hits mais tarde, a banda celebrou sua carreira de sucesso ao lado dos amigos em uma festa típica de quem sabe se divertir. A festa de 15 anos em 2011 foi registrada e está prestes a ser lançado no DVD Folia & Caos.

Em um bate papo com a Billboard Brasil, o guitarrista Marco Túlio conta os pontos fortes desse registro e deixa bem claro: “Valeu a pena”. Ele avisa que o DVD não veio para contar prematuramente a história de uma banda que ainda tem muita coisa para construir. “Mostra a realização de um sonho adolescente de cinco caras”, conta.

O projeto, que começou no verão do ano passado com uma série de shows pela turnê “Jota Quest – 15 Anos Na Moral”, contempla grande parte do repertório da banda e registra encontros inusitados entre banda, ídolos, amigos e parceiros.

Assim, o Jota Quest ganha outros temperos com as participações de artistas como Maria Gadú, Ney Matogrosso, Lenine, Marcelo Falcão, dentre outros. “Os ensaios eram feitos todos na passagem de som”, entrega Marco Túlio. “Me sinto honrado por ter tido o abraço dessa turma toda”, acrescenta.

Quanto às referências musicais da banda para este novo projeto, o guitarrista dispara: “De Chuck Berry até hoje tudo é referência para o Jota Quest”. Uma das grandes influências nacionais da banda, o Legião Urbana, é um dos destaques do documentário, tanto nas participações frequentes de Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos na turnê, quanto nos depoimento apaixonados dos integrantes.

“Nós éramos adolescentes nos anos 80. Nós vivemos aquilo. Renato Russo tornou-se quase mítico, quase religião. Esse encontro [com Marcelo e Dado] já aconteceu várias vezes, eles se tornaram nossos amigos. Mas mexe com a nossa memória afetiva”, conta.

Os integrantes do Jota Quest também eram adolescentes quando, em 1985, o Rock In Rio desembarcou no Brasil pela primeira vez. Na época, pisar naquele palco, onde lendas como Freddie Mercury já estiveram, não passava de um sonho de moleque. 

Ainda bem que estavam filmando quando, no ano passado, a banda subiu pela primeira vez no palco do Rock In Rio, promovendo catarse em um público de 100 mil pessoas. Momento épico na carreira do Jota Quest, registrado no DVD.

“Foi marcante. Um dos melhores shows da nossa carreira”, diz Marco Túlio. “Nós começamos tocando em lugares pequenos e gostamos disso. Mas o Jota também tem essa vocação para arena.”

Camarim famoso

O camarim da banda é também palco de muitos outros encontros. “O Jota é uma banda muito festeira. O camarim é o auge e o povo adotou”, conta Marco Túlio. Em uma parte do documentário o baixista da banda, PJ, diz que até o boêmio Paulo César Pereio, ator e apresentador do programa Sem Frescura, do Canal Brasil, conhecia a fama das festas de camarim promovidas pela banda. Marco Túlio conta que isso não passou de uma brincadeira, mas avisa que é fã de Pereio e que ele está mais do que convidado. 

Recheado de abraços e encontros, Folia & Caos é a narrativa da realização do sonho de muitos jovens que têm banda. “O moleque que tá começando, ele quer viver isso, é o ideal de toda banda de rock, meio romântico e até utópico. Mas nós temos conseguido”, conta o guitarrista. 

O DVD Folia & Caos deverá ser lançado em maio, porém a íntegra do projeto feito em formato de documentário poderá ser visto no próximo domingo, 29/4, no canal de TV Multishow.

A banda também adiantou que, além de seguir com a segunda etapa dessa turnê comemorativa, um disco de inéditas pode chegar até o meio do ano que vem. No final do bate papo, uma pergunta: afinal, “o que é preciso falar” do Jota Quest? A resposta foi categórica: “Não precisa falar mais nada, vá a um show. O Jota são esses 15 anos”, finaliza Marco Túlio.