NOTÍCIAS

Kasabian esbanja jeitão inglês em grande show no Lollapalooza

por em 28/03/2015
Por Lucas Borges Teixeira O Kasabian subiu ao longínquo palco Onix quando o sol já dava sinal de se por. Um número grande de fãs aguardava nas barras enquanto o público chegava do Alt-J quando "bumblebeee" abriu a apresentação. No vocal, Tom Meighan não economizou sua marra de inglês abusado (média de três fucking para cada palavra). De cara, pediu, de forma debochada e carismática, mais aplausos. Entre uma música e outra, ele e os guitarristas Sergio Pizzorno e Jay Mehler não dispensavam o gole em um copo azul à beira das caixas de som. Banda e público estavam em sintonia. Sempre que tinham uma deixa, os ingleses tentavam interagir, seja com as tradicionais palmas ritmadas ou a não menos clichê tentativa de falar português (embora ouvir um inglês pronunciando "Sáo Paulo" talvez nunca perca a graça). A plateia, que já lotava todo o morro, respondia a todas as iniciativas. Mais que isso. Não era só nas músicas mais conhecidas que a multidão acompanhava. Poucos foram os exemplos em que não se ouvia o coro, só uma ou outra do disco novo, 48:13 (2014). Isso não quer dizer que o álbum não foi bem recebido. A pegada mais dançante e eletrônica, como em "Eez-Eh", fez com que o público reagisse como se estivesse em uma rave. O ponto alto, como era de se esperar, foi o hit "Fire", música oficial da Premier League, o campeonato inglês de futebol. Cheio de dancinhas, guitarras potentes e uma forte presença de palco, o Kasabian fez jus à fama de sonzeira que trazem das arenas (e gramados) da Inglaterra.   Foto: Divulgação
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Kasabian esbanja jeitão inglês em grande show no Lollapalooza

por em 28/03/2015
Por Lucas Borges Teixeira O Kasabian subiu ao longínquo palco Onix quando o sol já dava sinal de se por. Um número grande de fãs aguardava nas barras enquanto o público chegava do Alt-J quando "bumblebeee" abriu a apresentação. No vocal, Tom Meighan não economizou sua marra de inglês abusado (média de três fucking para cada palavra). De cara, pediu, de forma debochada e carismática, mais aplausos. Entre uma música e outra, ele e os guitarristas Sergio Pizzorno e Jay Mehler não dispensavam o gole em um copo azul à beira das caixas de som. Banda e público estavam em sintonia. Sempre que tinham uma deixa, os ingleses tentavam interagir, seja com as tradicionais palmas ritmadas ou a não menos clichê tentativa de falar português (embora ouvir um inglês pronunciando "Sáo Paulo" talvez nunca perca a graça). A plateia, que já lotava todo o morro, respondia a todas as iniciativas. Mais que isso. Não era só nas músicas mais conhecidas que a multidão acompanhava. Poucos foram os exemplos em que não se ouvia o coro, só uma ou outra do disco novo, 48:13 (2014). Isso não quer dizer que o álbum não foi bem recebido. A pegada mais dançante e eletrônica, como em "Eez-Eh", fez com que o público reagisse como se estivesse em uma rave. O ponto alto, como era de se esperar, foi o hit "Fire", música oficial da Premier League, o campeonato inglês de futebol. Cheio de dancinhas, guitarras potentes e uma forte presença de palco, o Kasabian fez jus à fama de sonzeira que trazem das arenas (e gramados) da Inglaterra.   Foto: Divulgação