NOTÍCIAS

Katy Perry está perto de comprar um convento

Freiras chegaram a acusar a cantora de bruxaria

por Redação em 17/03/2017

Uma juíza de Los Angeles deu preferência para Katy Perry em uma batalha legal entre a popstar e várias freiras que tentaram impedir Katy de comprar um convento em Los Feliz, Califórnia, que ela pretende transformar em uma mansão.

KATY PERRY LANÇA CLIPE DE “CHAINED TO THE RHYTHM” 

A decisão tomada pela juíza Stephanie Bowick, da Corte Superior de Los Angeles, coloca fim em briga bizarra de dois anos entre o sagrado e o profano. A batalha legal envolve personagens desde a cantora, passando pelas irmãs Rita Callanan e Catherine Rose Holzman, a proprietária de restaurantes Dana Hollister, o Arcebispo de Los Angeles e, é claro, o Papa Francisco. Na semana passada, várias freiras supostamente acusaram Katy de fazer bruxaria.

HILLARY CLINTON HOMENAGEIA KATY PERRY

Tudo começou em 2015, quando Katy ficou encantada pela propriedade de mais de 32 mil metros quadrados e tentou comprá-la da Arquidiocese de Los Angeles por US$ 14,5 milhões. Antes da compra ser finalizada, as Irmãs do Coração Imaculado da Abençoada Virgem Maria, lideradas por Rita e Catherine, se disseram donas da propriedade e tentaram vender o convento para a empresária Dana Hollister. Isso iniciou uma briga com a Arquidiocese, que reivindicou a posse da propriedade. Em abril de 2016, um juiz decidiu que a venda para Dana era inválida. O veredicto de Stephanie, divulgado em 14 de março, deve ser o último no caso. 

“A corte acredita que as irmãs não têm autoridade para vender a propriedade para Dana”, escreveu a juíza Bowick na decisão de 34 páginas. “Mesmo assumindo que as irmãs tivessem a autoridade de vender a propriedade – o que elas não têm – elas falharam em consumar de forma válida a transição. Não existem documentos corretos sobre a negociação”.

Em um comunicado, a Arquidiocese de Los Angeles disse que a principal preocupação sempre foi o bem-estar das irmãs do Imaculado Coração da Abençoada Virgem Maria. A propriedade está vazia desde 2011 porque ficou muito cara para ser mantida pelas freiras e não acomodavam mais as necessidades delas. “A Arquidiocese foi forçada a tomar medidas legais em 2015 em nome de todas as irmãs depois que Dana Hollister tomou posse da propriedade sem autorização por apenas US$ 44 mil e uma nota promissória sem garantia de que as irmãs receberiam o pagamento adicional

A oferta de Katy no convento agora aguarda a aprovação final do Vaticano.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Katy Perry está perto de comprar um convento

Freiras chegaram a acusar a cantora de bruxaria

por Redação em 17/03/2017

Uma juíza de Los Angeles deu preferência para Katy Perry em uma batalha legal entre a popstar e várias freiras que tentaram impedir Katy de comprar um convento em Los Feliz, Califórnia, que ela pretende transformar em uma mansão.

KATY PERRY LANÇA CLIPE DE “CHAINED TO THE RHYTHM” 

A decisão tomada pela juíza Stephanie Bowick, da Corte Superior de Los Angeles, coloca fim em briga bizarra de dois anos entre o sagrado e o profano. A batalha legal envolve personagens desde a cantora, passando pelas irmãs Rita Callanan e Catherine Rose Holzman, a proprietária de restaurantes Dana Hollister, o Arcebispo de Los Angeles e, é claro, o Papa Francisco. Na semana passada, várias freiras supostamente acusaram Katy de fazer bruxaria.

HILLARY CLINTON HOMENAGEIA KATY PERRY

Tudo começou em 2015, quando Katy ficou encantada pela propriedade de mais de 32 mil metros quadrados e tentou comprá-la da Arquidiocese de Los Angeles por US$ 14,5 milhões. Antes da compra ser finalizada, as Irmãs do Coração Imaculado da Abençoada Virgem Maria, lideradas por Rita e Catherine, se disseram donas da propriedade e tentaram vender o convento para a empresária Dana Hollister. Isso iniciou uma briga com a Arquidiocese, que reivindicou a posse da propriedade. Em abril de 2016, um juiz decidiu que a venda para Dana era inválida. O veredicto de Stephanie, divulgado em 14 de março, deve ser o último no caso. 

“A corte acredita que as irmãs não têm autoridade para vender a propriedade para Dana”, escreveu a juíza Bowick na decisão de 34 páginas. “Mesmo assumindo que as irmãs tivessem a autoridade de vender a propriedade – o que elas não têm – elas falharam em consumar de forma válida a transição. Não existem documentos corretos sobre a negociação”.

Em um comunicado, a Arquidiocese de Los Angeles disse que a principal preocupação sempre foi o bem-estar das irmãs do Imaculado Coração da Abençoada Virgem Maria. A propriedade está vazia desde 2011 porque ficou muito cara para ser mantida pelas freiras e não acomodavam mais as necessidades delas. “A Arquidiocese foi forçada a tomar medidas legais em 2015 em nome de todas as irmãs depois que Dana Hollister tomou posse da propriedade sem autorização por apenas US$ 44 mil e uma nota promissória sem garantia de que as irmãs receberiam o pagamento adicional

A oferta de Katy no convento agora aguarda a aprovação final do Vaticano.