NOTÍCIAS

Lucenzo, Biquini Cavadão e Jorge & Mateus apostam em nova maneira de distribuir música

por em 24/05/2012
Imagem: Divulgação

O Neo é um cartão com conexão USB, que pode ser usado por artistas e gravadoras para espalhar conteúdo musical. “É um novo canal de distribuição”, diz Alcir Abuchaim, CEO da Neo Idea, a empresa que está apresentando a novidade. O pen card, que armazena músicas e vídeos, atualiza o conteúdo por meio da internet, mas para isso o usuário precisa fazer um cadastro. Ou seja, o artista pode, periodicamente, alimentar o espaço destinado a ele com novas canções, versões alternativas das já existentes e clipes, que vão chegar ao dono do cartão sem intermediários. O fã tem acesso a esse conteúdo em qualquer equipamento que puder inserir o cartão.

Lucenzo (autor do hit “Vem Dançar Kuduro”), a banda Biquíni Cavadão e a dupla Jorge & Mateus são os primeiros nomes a apostar no projeto. “Fomos pioneiros em várias ações na internet, nada mais natural que a gente adotasse o Neo”, conta Bruno Gouveia, vocalista do Biquíni Cavadão. Outra característica do produto é que ele possibilita ao artista fazer uma espécie de estatística do seu público por meio não só cadastro, mas também pelas escolhas feitas por ele. É possível saber, por exemplo, quais músicas estão sendo mais ouvidas. “Um contato direto com fã”, ressalta Abuchaim. Ele garante que mesmo com o MP3 em 320k (considerado uma boa qualidade), a velocidade do download é mais rápida do que normalmente se consegue com outras ferramentas.

Salvo a banda carioca que já vai passar a vender os cartões em seus shows, o Neo ainda não será distribuído em massa. “Primeiro estamos mostrando para especialistas na área, como um teste”, adianta o CEO, que explica que a forma como o pen card vai chegar ao público, os valores e a capacidade de armazenamento de cada um vão ser definidos pelo projeto. “O nosso vai ser desbloqueado e pretendemos vender por uns R$ 10 ou R$ 15”, revela Bruno. Ou seja, o conteúdo da banda vai estar disponível sem qualquer tipo de impedimento como bloqueios para cópia.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Lucenzo, Biquini Cavadão e Jorge & Mateus apostam em nova maneira de distribuir música

por em 24/05/2012
Imagem: Divulgação

O Neo é um cartão com conexão USB, que pode ser usado por artistas e gravadoras para espalhar conteúdo musical. “É um novo canal de distribuição”, diz Alcir Abuchaim, CEO da Neo Idea, a empresa que está apresentando a novidade. O pen card, que armazena músicas e vídeos, atualiza o conteúdo por meio da internet, mas para isso o usuário precisa fazer um cadastro. Ou seja, o artista pode, periodicamente, alimentar o espaço destinado a ele com novas canções, versões alternativas das já existentes e clipes, que vão chegar ao dono do cartão sem intermediários. O fã tem acesso a esse conteúdo em qualquer equipamento que puder inserir o cartão.

Lucenzo (autor do hit “Vem Dançar Kuduro”), a banda Biquíni Cavadão e a dupla Jorge & Mateus são os primeiros nomes a apostar no projeto. “Fomos pioneiros em várias ações na internet, nada mais natural que a gente adotasse o Neo”, conta Bruno Gouveia, vocalista do Biquíni Cavadão. Outra característica do produto é que ele possibilita ao artista fazer uma espécie de estatística do seu público por meio não só cadastro, mas também pelas escolhas feitas por ele. É possível saber, por exemplo, quais músicas estão sendo mais ouvidas. “Um contato direto com fã”, ressalta Abuchaim. Ele garante que mesmo com o MP3 em 320k (considerado uma boa qualidade), a velocidade do download é mais rápida do que normalmente se consegue com outras ferramentas.

Salvo a banda carioca que já vai passar a vender os cartões em seus shows, o Neo ainda não será distribuído em massa. “Primeiro estamos mostrando para especialistas na área, como um teste”, adianta o CEO, que explica que a forma como o pen card vai chegar ao público, os valores e a capacidade de armazenamento de cada um vão ser definidos pelo projeto. “O nosso vai ser desbloqueado e pretendemos vender por uns R$ 10 ou R$ 15”, revela Bruno. Ou seja, o conteúdo da banda vai estar disponível sem qualquer tipo de impedimento como bloqueios para cópia.