NOTÍCIAS

Pharrell diz que nunca levou em consideração música de Marvin Gaye ao escrever “Blurred Lines”

por em 05/03/2015

Por Austin Siegemund-Broka

A disputa judicial entre os filhos de Marvin Gaye, Frankie e Nona Gaye – que alegam que “Blurred Lines” infringe a música do pai, “Got To Give It Up”, lançada em 1977 – e Robin Thicke e Pharrell está em sua segunda semana. O produtor musical e jurado do programa The Voice testemunhou perante a corte federal de Los Angeles ontem (04/03), ao lado de Thicke, que esteve no tribunal pela primeira vez.

De acordo com o depoimento de Pharrell, em nenhum momento “Got To Give It Up” ou qualquer outro material de Gaye passou pela sua cabeça durante o processo de composição de “Blurred Lines”, uma das músicas mais bem-sucedidas da década que, de acordo com o que foi revelado no tribunal no dia anterior, terça-feira (03/03), lucrou mais de US$ 16 milhões até o momento.

Pharrell continuou seu depoimento explicando que, só bem depois de a música estar pronta, ao dar entrevistas para divulgá-la, começou a comparar as faixas. Robin Thicke deu um depoimento parecido, com a importante informação de que, durante essas mesmas entrevistas, estava bêbado e sob o efeito de medicação controlada na maior parte do tempo.

Mas Pharrell cedeu, dizendo que há uma semelhança entre “Blurred Lines” e a composição de Gaye. “Eu deveria estar sentindo aquela vibe do fim dos anos 1970. Às vezes, quando você olha para os seus projetos anteriores, você vê ecos de pessoas. Mas não quer dizer que isso era o que você estava fazendo.”

Thicke já havia dito, em outras ocasiões, que a música foi quase toda composta por Pharrell. “Eu lembro de trocar ideias com ele, mas não mantivemos nenhuma das minhas. As dele eram melhores”, disse o cantor ao tribunal no dia 25 de fevereiro.

Pharrell também testemunhou que escreveu praticamente todas as letras e a melodia vocal de “Blurred Lines”. (Ele ganhou mais ou menos US$ 5,2 milhões com a música, enquanto Robin Thicke levou US$ 5,6 milhões.)

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Pharrell diz que nunca levou em consideração música de Marvin Gaye ao escrever “Blurred Lines”

por em 05/03/2015

Por Austin Siegemund-Broka

A disputa judicial entre os filhos de Marvin Gaye, Frankie e Nona Gaye – que alegam que “Blurred Lines” infringe a música do pai, “Got To Give It Up”, lançada em 1977 – e Robin Thicke e Pharrell está em sua segunda semana. O produtor musical e jurado do programa The Voice testemunhou perante a corte federal de Los Angeles ontem (04/03), ao lado de Thicke, que esteve no tribunal pela primeira vez.

De acordo com o depoimento de Pharrell, em nenhum momento “Got To Give It Up” ou qualquer outro material de Gaye passou pela sua cabeça durante o processo de composição de “Blurred Lines”, uma das músicas mais bem-sucedidas da década que, de acordo com o que foi revelado no tribunal no dia anterior, terça-feira (03/03), lucrou mais de US$ 16 milhões até o momento.

Pharrell continuou seu depoimento explicando que, só bem depois de a música estar pronta, ao dar entrevistas para divulgá-la, começou a comparar as faixas. Robin Thicke deu um depoimento parecido, com a importante informação de que, durante essas mesmas entrevistas, estava bêbado e sob o efeito de medicação controlada na maior parte do tempo.

Mas Pharrell cedeu, dizendo que há uma semelhança entre “Blurred Lines” e a composição de Gaye. “Eu deveria estar sentindo aquela vibe do fim dos anos 1970. Às vezes, quando você olha para os seus projetos anteriores, você vê ecos de pessoas. Mas não quer dizer que isso era o que você estava fazendo.”

Thicke já havia dito, em outras ocasiões, que a música foi quase toda composta por Pharrell. “Eu lembro de trocar ideias com ele, mas não mantivemos nenhuma das minhas. As dele eram melhores”, disse o cantor ao tribunal no dia 25 de fevereiro.

Pharrell também testemunhou que escreveu praticamente todas as letras e a melodia vocal de “Blurred Lines”. (Ele ganhou mais ou menos US$ 5,2 milhões com a música, enquanto Robin Thicke levou US$ 5,6 milhões.)