NOTÍCIAS

Processo de Kanye West e Kim Kardashian contra cofundador do YouTube terá andamento

por em 23/04/2015

A ação judicial que Kanye West e Kim Kardashian movem contra o cofundador do YouTube, Chad Hurley, por causa da divulgação das imagens do noivado do casal, vai seguir em frente, determinou ontem (22/04) um tribunal da Califórnia.

Kim e Kanye mostraram que podem vencer o caso contra o executivo, responsabilizado por postar um vídeo do pedido de casamento feito pelo rapper à futura esposa há dois anos em seu novo site, o MixBit.

Hurley argumentou que o contrato de sigilo que ele assinou não envolvia o MixBit e que ele não divulgou informação confidencial sobre o pedido, que foi filmado para o reality show Keeping Up With The Kardashians.

No processo, o casal West afirma que Hurley quebrou o contrato de sigilo que assinou ao postar o vídeo de dois minutos e meio e que, por isso, está sujeito a acusações de fraude e enriquecimento sem causa.

Os advogados da dupla argumentam que o novo empreendimento de Hurley, o MixBit, não estava indo bem e que a postagem do vídeo rendeu muita publicidade. O material foi publicado apenas algumas horas após o fato. Ainda de acordo com os juristas, tais circunstâncias podem caracterizar intenção fraudulenta.

Os advogados de Hurley haviam apelado da decisão a um juiz de Los Angeles, mas tiveram o pedido indeferido.

Kanye West pediu Kim Kardashian em casamento em outubro de 2013, no AT&T Park, em São Francisco, sob os olhares das famílias e de convidados. Eles se casaram em maio de 2014 em Florença, na Itália.

O casal não divulgou o valor de indenização pleiteado. “Ao indevidamente publicar a propriedade intelectual do Sr. West e da Sra. Kardashian West em seu novo site, o Sr. Hurley recebeu uma quantia significativa que deve ser reembolsada aos meus clientes”, disse o advogado do casal, Eric George.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Processo de Kanye West e Kim Kardashian contra cofundador do YouTube terá andamento

por em 23/04/2015

A ação judicial que Kanye West e Kim Kardashian movem contra o cofundador do YouTube, Chad Hurley, por causa da divulgação das imagens do noivado do casal, vai seguir em frente, determinou ontem (22/04) um tribunal da Califórnia.

Kim e Kanye mostraram que podem vencer o caso contra o executivo, responsabilizado por postar um vídeo do pedido de casamento feito pelo rapper à futura esposa há dois anos em seu novo site, o MixBit.

Hurley argumentou que o contrato de sigilo que ele assinou não envolvia o MixBit e que ele não divulgou informação confidencial sobre o pedido, que foi filmado para o reality show Keeping Up With The Kardashians.

No processo, o casal West afirma que Hurley quebrou o contrato de sigilo que assinou ao postar o vídeo de dois minutos e meio e que, por isso, está sujeito a acusações de fraude e enriquecimento sem causa.

Os advogados da dupla argumentam que o novo empreendimento de Hurley, o MixBit, não estava indo bem e que a postagem do vídeo rendeu muita publicidade. O material foi publicado apenas algumas horas após o fato. Ainda de acordo com os juristas, tais circunstâncias podem caracterizar intenção fraudulenta.

Os advogados de Hurley haviam apelado da decisão a um juiz de Los Angeles, mas tiveram o pedido indeferido.

Kanye West pediu Kim Kardashian em casamento em outubro de 2013, no AT&T Park, em São Francisco, sob os olhares das famílias e de convidados. Eles se casaram em maio de 2014 em Florença, na Itália.

O casal não divulgou o valor de indenização pleiteado. “Ao indevidamente publicar a propriedade intelectual do Sr. West e da Sra. Kardashian West em seu novo site, o Sr. Hurley recebeu uma quantia significativa que deve ser reembolsada aos meus clientes”, disse o advogado do casal, Eric George.