NOTÍCIAS

“Se eu não fosse músico, seria triste”, brinca Thiaguinho, às vésperas de lançar seu quarto álbum

por em 27/03/2015

Na tarde de ontem (23/03), por meio do Viber, a Billboard Brasil fez uma entrevista ao vivo e colaborativa – com perguntas de fãs enviadas pelo Twitter – com Thiaguinho, que vai lançar o álbum Hey, Mundo! no próximo dia 29. O quarto disco do cantor conta com as participações especiais de Rodriguinho, Rogério Flausino, do Jota Quest, Mr. Dan e Hellen Caroline. Confira, a seguir, a entrevista na íntegra.

[caption id="attachment_29549" align="aligncenter" width="960"]Thiaguinho enviou uma selfie com o novo disco no Viber. Thiaguinho enviou uma selfie com o novo disco no Viber.[/caption]

Billboard Brasil: O single "Pra Que Viver Nesse Mundo?" já está no 34º lugar do Hot 100 Brasil e, no dia 29, sai o novo disco, Hey, Mundo!. O que os fãs podem esperar dele?

Thiaguinho: Já é o meu disco preferido, tem muito a minha cara. A cada dia que passa consigo mostrar mais o que penso da música.

BB: Tem mais alguém com quem você gostaria de ter trabalhado agora ou gostaria de trabalhar no futuro?

TH: Jorge Vercillo, Djavan, Fundo de Quintal... Muita gente! Gostaria de ter gravado com Milionário e José Rico.

BB: São artistas de estilos diferentes. Podemos esperar uma mistura de ritmos?

TH: Sempre! Vejo a música de uma maneira totalmente universal.

BB: Rodriguinho é um grande parceiro seu. Como funciona essa associação? 

TH: Ele me ajuda em tudo que envolve música na minha vida. É meu braço direito na música. E é uma parceria que dá muito certo há muito tempo...

BB: E de onde veio essa ideia de vender o disco em bancas de revista?

TH: Quero fazer a música chegar de forma mais fácil, rápida e barata às pessoas. Faço tudo visando o benefício do fã, e disponibilizar o álbum nas bancas é algo bem democrático. Todo mundo tem uma banca perto de casa.

BB: Qual é a sua música favorita do novo disco?

TH: Caramba, muito difícil dizer... Gosto de todas. Mesmo.

[caption id="attachment_29550" align="aligncenter" width="526"] O cantor na capa da revista Billboard, em 2011.[/caption]

BB: Você foi capa da Billboard Brasil em 2011, quando já estava projetando carreira solo. De lá para cá, o que mudou na sua forma de fazer música?

TH: Meu pensamento continua o mesmo: inovar sempre e ousar. Sempre falando de alegria e amor.

BB: O que Hey, Mundo! traz de novidade?

TH: "Não Pare" é a música mais diferente. Só ouvindo pra sentir.

BB: Aliás, como vai a vida de casado?

TH: Maravilhosa! Estou muito feliz. Era um sonho formar uma família.

BB: Você já compôs alguma música pra Fernanda Souza, sua esposa?

TH: Já! "Ainda Bem".

BB: Qual música não pode faltar no show?

TH: Vixe! Muitas... “Caraca, Muleke!” ,“Ousadia E Alegria”, “Sou O Cara Pra Você”...

BB: De onde veio o nome do álbum, Hey, Mundo!?

TH: Veio de uma música com o mesmo nome, que tem uma mensagem super pra cima: “Hey mundo, guenta que hoje eu tô demais!”.

BB: Seu pai disse, em uma entrevista, que você seria bem-sucedido em qualquer área. O que você acha que seria se não fosse músico?

TH: Triste... Não, eu seria publicitário. Já estava na faculdade.

BB: Existe algum tipo de público diferente do que o que já te acompanha e que você pretende atingir com esse novo trabalho?

TH: Espero atingir, mas faço o meu som para quem gosta dele. Se mais gente quiser se juntar a nós, será bem-vindo!

BB: Tem planos pra lançar DV ou ainda é cedo?

TH: Ainda é cedo. Vou viver o Hey, Mundo! primeiro.

BB: E sobre influências, Thiaguinho, você falou que ouve de tudo sempre. Tem algo que mais te marcou? Um ídolo na música?

TH: Vários. Péricles, Alexandre Pires, Salgadinho, Rodriguinho... Fora o samba, Djavan, Roberto Carlos, Milionário e José Rico e muitos outros.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

“Se eu não fosse músico, seria triste”, brinca Thiaguinho, às vésperas de lançar seu quarto álbum

por em 27/03/2015

Na tarde de ontem (23/03), por meio do Viber, a Billboard Brasil fez uma entrevista ao vivo e colaborativa – com perguntas de fãs enviadas pelo Twitter – com Thiaguinho, que vai lançar o álbum Hey, Mundo! no próximo dia 29. O quarto disco do cantor conta com as participações especiais de Rodriguinho, Rogério Flausino, do Jota Quest, Mr. Dan e Hellen Caroline. Confira, a seguir, a entrevista na íntegra.

[caption id="attachment_29549" align="aligncenter" width="960"]Thiaguinho enviou uma selfie com o novo disco no Viber. Thiaguinho enviou uma selfie com o novo disco no Viber.[/caption]

Billboard Brasil: O single "Pra Que Viver Nesse Mundo?" já está no 34º lugar do Hot 100 Brasil e, no dia 29, sai o novo disco, Hey, Mundo!. O que os fãs podem esperar dele?

Thiaguinho: Já é o meu disco preferido, tem muito a minha cara. A cada dia que passa consigo mostrar mais o que penso da música.

BB: Tem mais alguém com quem você gostaria de ter trabalhado agora ou gostaria de trabalhar no futuro?

TH: Jorge Vercillo, Djavan, Fundo de Quintal... Muita gente! Gostaria de ter gravado com Milionário e José Rico.

BB: São artistas de estilos diferentes. Podemos esperar uma mistura de ritmos?

TH: Sempre! Vejo a música de uma maneira totalmente universal.

BB: Rodriguinho é um grande parceiro seu. Como funciona essa associação? 

TH: Ele me ajuda em tudo que envolve música na minha vida. É meu braço direito na música. E é uma parceria que dá muito certo há muito tempo...

BB: E de onde veio essa ideia de vender o disco em bancas de revista?

TH: Quero fazer a música chegar de forma mais fácil, rápida e barata às pessoas. Faço tudo visando o benefício do fã, e disponibilizar o álbum nas bancas é algo bem democrático. Todo mundo tem uma banca perto de casa.

BB: Qual é a sua música favorita do novo disco?

TH: Caramba, muito difícil dizer... Gosto de todas. Mesmo.

[caption id="attachment_29550" align="aligncenter" width="526"] O cantor na capa da revista Billboard, em 2011.[/caption]

BB: Você foi capa da Billboard Brasil em 2011, quando já estava projetando carreira solo. De lá para cá, o que mudou na sua forma de fazer música?

TH: Meu pensamento continua o mesmo: inovar sempre e ousar. Sempre falando de alegria e amor.

BB: O que Hey, Mundo! traz de novidade?

TH: "Não Pare" é a música mais diferente. Só ouvindo pra sentir.

BB: Aliás, como vai a vida de casado?

TH: Maravilhosa! Estou muito feliz. Era um sonho formar uma família.

BB: Você já compôs alguma música pra Fernanda Souza, sua esposa?

TH: Já! "Ainda Bem".

BB: Qual música não pode faltar no show?

TH: Vixe! Muitas... “Caraca, Muleke!” ,“Ousadia E Alegria”, “Sou O Cara Pra Você”...

BB: De onde veio o nome do álbum, Hey, Mundo!?

TH: Veio de uma música com o mesmo nome, que tem uma mensagem super pra cima: “Hey mundo, guenta que hoje eu tô demais!”.

BB: Seu pai disse, em uma entrevista, que você seria bem-sucedido em qualquer área. O que você acha que seria se não fosse músico?

TH: Triste... Não, eu seria publicitário. Já estava na faculdade.

BB: Existe algum tipo de público diferente do que o que já te acompanha e que você pretende atingir com esse novo trabalho?

TH: Espero atingir, mas faço o meu som para quem gosta dele. Se mais gente quiser se juntar a nós, será bem-vindo!

BB: Tem planos pra lançar DV ou ainda é cedo?

TH: Ainda é cedo. Vou viver o Hey, Mundo! primeiro.

BB: E sobre influências, Thiaguinho, você falou que ouve de tudo sempre. Tem algo que mais te marcou? Um ídolo na música?

TH: Vários. Péricles, Alexandre Pires, Salgadinho, Rodriguinho... Fora o samba, Djavan, Roberto Carlos, Milionário e José Rico e muitos outros.