NOTÍCIAS

Shakira rebate crítica homofóbica de vereador colombiano

por em 27/02/2014
Imagem: Divulgação

Na semana passada, o vereador colombiano Marco Fidel Ramirez pediu à Autoridade Nacional de Televisão da Colômbia para que fosse proibida a exibição do clipe de Shakira da música "Can't Remember To Forget You", em parceria com Rihanna. O político cristão alegou que a cantora promoveu o lesbianismo em seu clipe. "O conteúdo prejudica o caráter moral da juventude de Bogotá, da Colômbia e da América Latina", disse, para justificar.

Shakira, que também é colombiana, não deixou a história passar sem uma resposta. Em entrevista à agência EFE, a artista rebateu a carta aberta de Marco de forma agressiva: "

"Em um país como o nosso, onde existem tantas necessidades, um sistema de saúde que precisa ser melhorado, um sistema de educação que tem que crescer, empregos que precisam ser gerados, um vereador gasta a sua voz e o seu tempo para falar de um vídeo de uma artista como eu. Significa que estamos muito mal de vereadores, não?".

 Para descontrair, a dona de "Hips Don't Lie" ainda falou sobre o motivo de sensualizar com Rihanna: “Não esperava tantas visualizações, que provavelmente devem ser reflexo da boa coreografia, de uma ideia que surgiu entre duas amigas com muita alegria. Rihanna é uma mulher muito acessível, muito simpática, muito humilde. E como o Piqué [Gerard Piqué, jogador de futebol e marido de Shakira] não me deixa fazer vídeos com homens, só me resta gravar com mulheres."


  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
2
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
3
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
4
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Shakira rebate crítica homofóbica de vereador colombiano

por em 27/02/2014
Imagem: Divulgação

Na semana passada, o vereador colombiano Marco Fidel Ramirez pediu à Autoridade Nacional de Televisão da Colômbia para que fosse proibida a exibição do clipe de Shakira da música "Can't Remember To Forget You", em parceria com Rihanna. O político cristão alegou que a cantora promoveu o lesbianismo em seu clipe. "O conteúdo prejudica o caráter moral da juventude de Bogotá, da Colômbia e da América Latina", disse, para justificar.

Shakira, que também é colombiana, não deixou a história passar sem uma resposta. Em entrevista à agência EFE, a artista rebateu a carta aberta de Marco de forma agressiva: "

"Em um país como o nosso, onde existem tantas necessidades, um sistema de saúde que precisa ser melhorado, um sistema de educação que tem que crescer, empregos que precisam ser gerados, um vereador gasta a sua voz e o seu tempo para falar de um vídeo de uma artista como eu. Significa que estamos muito mal de vereadores, não?".

 Para descontrair, a dona de "Hips Don't Lie" ainda falou sobre o motivo de sensualizar com Rihanna: “Não esperava tantas visualizações, que provavelmente devem ser reflexo da boa coreografia, de uma ideia que surgiu entre duas amigas com muita alegria. Rihanna é uma mulher muito acessível, muito simpática, muito humilde. E como o Piqué [Gerard Piqué, jogador de futebol e marido de Shakira] não me deixa fazer vídeos com homens, só me resta gravar com mulheres."