NOTÍCIAS

Skrillex frita público diverso em apresentação lotada no Lollapalooza

por em 28/03/2015
Por Mariana Saad Masotti Surpreendentemente animando todos os tipos de público - e idades - Skrillex subiu ao palco Onix precisamente às 19h40 e foi recebido aos gritos. Pais, filhos e os mais fritos não conseguiram segurar a ansiedade ao ver Sonny John Moore levantar e abraçar uma bandeira enorme do Brasil. O show estava absolutamente lotado, mas, mesmo assim, o público encontrava espaço para balançar loucamente a cabeça e levantar os braços no ritmo da música. O repertório mais antigo, como "First Of The Year" e "Scary Monsters And Nice Sprites", foi mixado com batidas novas do DJ. Além disso, Skrillex passou longe do medo de ousar: misturou suas famosas batidas de dupstep a estilos como reggae, rap e black. Uma das músicas que mais levou o público à loucura foi "Make It Bun Dem", sua não tão recente parceria com o herdeiro de Bob Marley, Damian Marley. Foi um show de todos os lados. Durante as quase duas horas que esteve no palco, o jovem de 27 anos conversava com o público e pedia para que ele acompanhasse seus gritos. Quando o final foi se aproximando, ao som de "Cinema", ele desceu e não deixou a modinha para trás: fez selfie com os fãs - que agarravam seu cabelo sem dó - andou no espaço vazio no meio de toda a multidão e agradecia sem parar. "Brasil, me mostre seu gingado." E viu.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Skrillex frita público diverso em apresentação lotada no Lollapalooza

por em 28/03/2015
Por Mariana Saad Masotti Surpreendentemente animando todos os tipos de público - e idades - Skrillex subiu ao palco Onix precisamente às 19h40 e foi recebido aos gritos. Pais, filhos e os mais fritos não conseguiram segurar a ansiedade ao ver Sonny John Moore levantar e abraçar uma bandeira enorme do Brasil. O show estava absolutamente lotado, mas, mesmo assim, o público encontrava espaço para balançar loucamente a cabeça e levantar os braços no ritmo da música. O repertório mais antigo, como "First Of The Year" e "Scary Monsters And Nice Sprites", foi mixado com batidas novas do DJ. Além disso, Skrillex passou longe do medo de ousar: misturou suas famosas batidas de dupstep a estilos como reggae, rap e black. Uma das músicas que mais levou o público à loucura foi "Make It Bun Dem", sua não tão recente parceria com o herdeiro de Bob Marley, Damian Marley. Foi um show de todos os lados. Durante as quase duas horas que esteve no palco, o jovem de 27 anos conversava com o público e pedia para que ele acompanhasse seus gritos. Quando o final foi se aproximando, ao som de "Cinema", ele desceu e não deixou a modinha para trás: fez selfie com os fãs - que agarravam seu cabelo sem dó - andou no espaço vazio no meio de toda a multidão e agradecia sem parar. "Brasil, me mostre seu gingado." E viu.