NOTÍCIAS

Taylor Swift escreve carta aberta para a Apple Music

por em 21/06/2015
Taylor Swift escreveu uma carta explicando o porquê de seu álbum 1989 não estará disponível na Apple Music, o novo serviço de streaming da Apple que será lançado dia 30 de junho. A estrela do pop começa o texto elogiando a Apple como um de seus melhores parceiros na venda de música”, antes de falar sobre os três primeiros meses de gratuidade que a empresa oferecerá aos clientes do serviço. “Eu não tenho certeza se vocês sabem que a Apple Music não pagará os compositores, produtores e artistas por estes três meses”, escreve Taylor. “Acho que seja chocante, decepcionante para uma empresa historicamente progressista e generosa”. Taylor salientou que o recado dado pela carta também representa os seus colegas músicos. “Esses são os sentimentos ecoados de ada artista, compositor e produtor nos meus círculos sociais que têm medo de falar publicamente porque nós admiramos e respeitamos a Apple. Nós simplesmente não respeitamos este caso em particular”. A cantora termina o seu texto lembrando que não é tarde demais para a empresa mudar a sua política sobre o assunto. “Nós não estamos pedindo iPhones de graça”, escreveu. “Por favor, não nos peça para fornecer nossa música sem nenhuma compensação”, finaliza.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
2
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
3
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
4
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
5
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Taylor Swift escreve carta aberta para a Apple Music

por em 21/06/2015
Taylor Swift escreveu uma carta explicando o porquê de seu álbum 1989 não estará disponível na Apple Music, o novo serviço de streaming da Apple que será lançado dia 30 de junho. A estrela do pop começa o texto elogiando a Apple como um de seus melhores parceiros na venda de música”, antes de falar sobre os três primeiros meses de gratuidade que a empresa oferecerá aos clientes do serviço. “Eu não tenho certeza se vocês sabem que a Apple Music não pagará os compositores, produtores e artistas por estes três meses”, escreve Taylor. “Acho que seja chocante, decepcionante para uma empresa historicamente progressista e generosa”. Taylor salientou que o recado dado pela carta também representa os seus colegas músicos. “Esses são os sentimentos ecoados de ada artista, compositor e produtor nos meus círculos sociais que têm medo de falar publicamente porque nós admiramos e respeitamos a Apple. Nós simplesmente não respeitamos este caso em particular”. A cantora termina o seu texto lembrando que não é tarde demais para a empresa mudar a sua política sobre o assunto. “Nós não estamos pedindo iPhones de graça”, escreveu. “Por favor, não nos peça para fornecer nossa música sem nenhuma compensação”, finaliza.