NOTÍCIAS

“Todo Dia” sai do ar; leia os argumentos de Rico Dalasam e Pabllo Vittar

Desacordo quanto aos direitos autorais da música ocasionou o pedido de retirada da música do ar pelo rapper

por Redação em 01/08/2017

Nesta segunda-feira (31/07), enquanto a internet ainda estava em polvorosa com a repercussão do clipe de “Sua Cara”, os áudios e o vídeo de “Todo Dia”, parceria de Pabllo Vittar e Rico Dalasam foram retirados da internet.

Hoje (01/08), as assessorias de ambos artistas divulgaram notas de esclarecimento sobre a situação, que se deu por causa de um desentendimento entre os dois quanto a direitos autorais.

De acordo com a equipe de Dalasam, seu advogado entrou com uma notificação extrajudicial para a retirada do material em 29 de junho porque os produtores da música, Rodrigo Gorky e Arthur Gomes, quiseram se apropriar dos direitos autorais de “Todo Dia”, que é de autoria exclusiva do rapper.

Ainda segundo sua equipe, a composição já foi criada junto com a melodia e o ritmo, após uma história vivida pelo rapper no carnaval de Minas Gerais. A assessoria de Pabllo contradiz essa informação. Em sua nota, a equipe da drag queen afirma que os produtores são coautores da faixa porque criaram seu instrumental, mas que cederam os direitos exclusivos ao rapper: “Entretanto, na época do lançamento do álbum, foi acordado e assinado contrato entre as partes que estipulava a integralidade de Rico com 100% os direitos autorais pela composição da música”, diz a nota.

Ficou acordado também que sua participação cantando na música seria gratuita e que ele só receberia pelos direitos de execução pública, pagos diretamente pelo ECAD. “Depois da música e clipes lançados com enorme sucesso, atingindo quase 50 milhões de plays, Rico oportunamente resolveu tentar reaver o que havia sido firmado em comum acordo”, segue a nota da equipe da Pabllo Vittar.

Ainda segundo as notas, Rico tem tentado reverter a situação desde março, mas os artistas não conseguiram entrar em acordo quanto à porcentagem que cada um deve receber pela criação da música.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
2
Regime Fechado
Simone & Simaria
3
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
4
Na Conta Da Loucura
Bruno & Marrone
5
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

“Todo Dia” sai do ar; leia os argumentos de Rico Dalasam e Pabllo Vittar

Desacordo quanto aos direitos autorais da música ocasionou o pedido de retirada da música do ar pelo rapper

por Redação em 01/08/2017

Nesta segunda-feira (31/07), enquanto a internet ainda estava em polvorosa com a repercussão do clipe de “Sua Cara”, os áudios e o vídeo de “Todo Dia”, parceria de Pabllo Vittar e Rico Dalasam foram retirados da internet.

Hoje (01/08), as assessorias de ambos artistas divulgaram notas de esclarecimento sobre a situação, que se deu por causa de um desentendimento entre os dois quanto a direitos autorais.

De acordo com a equipe de Dalasam, seu advogado entrou com uma notificação extrajudicial para a retirada do material em 29 de junho porque os produtores da música, Rodrigo Gorky e Arthur Gomes, quiseram se apropriar dos direitos autorais de “Todo Dia”, que é de autoria exclusiva do rapper.

Ainda segundo sua equipe, a composição já foi criada junto com a melodia e o ritmo, após uma história vivida pelo rapper no carnaval de Minas Gerais. A assessoria de Pabllo contradiz essa informação. Em sua nota, a equipe da drag queen afirma que os produtores são coautores da faixa porque criaram seu instrumental, mas que cederam os direitos exclusivos ao rapper: “Entretanto, na época do lançamento do álbum, foi acordado e assinado contrato entre as partes que estipulava a integralidade de Rico com 100% os direitos autorais pela composição da música”, diz a nota.

Ficou acordado também que sua participação cantando na música seria gratuita e que ele só receberia pelos direitos de execução pública, pagos diretamente pelo ECAD. “Depois da música e clipes lançados com enorme sucesso, atingindo quase 50 milhões de plays, Rico oportunamente resolveu tentar reaver o que havia sido firmado em comum acordo”, segue a nota da equipe da Pabllo Vittar.

Ainda segundo as notas, Rico tem tentado reverter a situação desde março, mas os artistas não conseguiram entrar em acordo quanto à porcentagem que cada um deve receber pela criação da música.