NOTÍCIAS

Um panorama sobre o rap nacional

por Marcos Lauro em 31/07/2015

Os ventos estão bons para o rap. Considerado pelo Spotify como o gênero musical mais ouvido no mundo, é comum ouvir rappers participando de sucessos estrondosos do pop e até sendo protagonistas de alguns – basta uma olhada rápida no Hot 100.

Aqui no Brasil, o rap já beira os 30 anos de idade – o primeiro disco é de 1988, a coletânea Hip-Hop Cultura de Rua, com Thaíde e DJ Hum, MC Jack e Código 13 – e a briga para ficar sob os holofotes é grande.

Com origem nos guetos, o rap hoje divide a atenção entre temas sociais e um estilo menos politizado. O gênero não deixou de falar das mazelas, mas hoje também sabe falar sobre relacionamento, dinheiro e baladas. Fizemos uma playlist que serve como um panorama da produção de rap no Brasil. São quase oito horas com artistas como Sabotage, Racionais MCs, Emicida, Black Alien, Dexter, Doctors MCs, Pregador Luo e MC Marechal. Sem ordem cronológica ou divisão por temas, é possível ouvir os “moleques” da ConeCrewDiretoria e, na sequência, os veteranos da RZO com o clássico absoluto “O Trem”. Ouça:

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
3
Ar-Condicionado No 15
Wesley Safadão
Áudio indisponível
4
Avisa Que Eu Cheguei (Part. Ivete Sangalo)
Naiara Azevedo
5
Regime Fechado
Simone & Simaria
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Um panorama sobre o rap nacional

por Marcos Lauro em 31/07/2015

Os ventos estão bons para o rap. Considerado pelo Spotify como o gênero musical mais ouvido no mundo, é comum ouvir rappers participando de sucessos estrondosos do pop e até sendo protagonistas de alguns – basta uma olhada rápida no Hot 100.

Aqui no Brasil, o rap já beira os 30 anos de idade – o primeiro disco é de 1988, a coletânea Hip-Hop Cultura de Rua, com Thaíde e DJ Hum, MC Jack e Código 13 – e a briga para ficar sob os holofotes é grande.

Com origem nos guetos, o rap hoje divide a atenção entre temas sociais e um estilo menos politizado. O gênero não deixou de falar das mazelas, mas hoje também sabe falar sobre relacionamento, dinheiro e baladas. Fizemos uma playlist que serve como um panorama da produção de rap no Brasil. São quase oito horas com artistas como Sabotage, Racionais MCs, Emicida, Black Alien, Dexter, Doctors MCs, Pregador Luo e MC Marechal. Sem ordem cronológica ou divisão por temas, é possível ouvir os “moleques” da ConeCrewDiretoria e, na sequência, os veteranos da RZO com o clássico absoluto “O Trem”. Ouça: