NOTÍCIAS

Um rolê pelos vinis de Berlim

Cidade alemã também é uma das sedes do Record Store Day 2017

por Maestro Billy em 20/04/2017

Sim, também temos aqui em Berlim o Record Store Day, evento criado em 2007 para celebrar a cultura do vinil e das lojas de discos pelo mundo. Em 2017, a data é comemorada nesse sábado, 22/04.

Neste ano a coisa está super organizada, até porque o mercado de vinil aqui em Berlim (e toda a Europa) vem crescendo exponencialmente a cada ano.

Hoje é o dia dos DJs, de cerveja (óbvio), bandas e mais um monte de coisa legal para celebrar e vender muito vinil.

As lojas de vinil aqui de Berlin se dividem basicamente em 3 tipos:

O primeiro é a loja especializadíssima.

Um exemplo legal é a Hard Wax (https://hardwax.com/), que só tem vinil de música eletrônica – com ênfase no techno.

Os caras estão abertos desde quando o muro caiu (1989) e até hoje são referência mundial, seja nas raridades ou nos lançamentos exclusivos.

A curadoria de lojas como esta é incrível. Os donos realmente manjam do assunto e os discos por lá são sempre os melhores para cada estilo.

Maestro Billy

O segundo tipo é a loja de discos usados.

Aí vale tudo. Desde um monte de caixas empilhadas com discos a 1 Euro, até álbuns mega antigos de artistas obscuros por 50, 60 Euros. Mas tudo usado.

Algumas lojas deste tipo têm também uma curadoria bem legal, como é o caso da Musik Department (https://musikdepartment.wordpress.com/).

Maestro Billy

O dono da loja me disse que prefere não ter raridades ou discos muito procurados, mas sim sons diferentes, antigos ou novos. 

O que importa pra ele é a música. 

Maestro Billy

Às vezes, disse ele, uma pessoa vem procurar o primeiro disco do Bruce Springsteen e sai com um álbum de rock africano sensacional que ele nunca tinha ouvido na vida.

Maestro Billy

O terceiro tipo é uma mistura dos dois primeiros.

Um pouco de curadoria, um pouco de "um monte de disco antigo" mais algumas pérolas escondidas.

É o caso da Oye Records (https://oye-records.com/), que tem um acervo incrível de dance music de qualuqer gênero (incluindo aí Jazz Dance, por exemplo), até algumas pérolas como um vinil autografado pelo Sérgio Mendes.

Maestro Billy

Outro exemplo de loja assim é uma das minhas favoritas, tanto pelos lançamentos quanto pelas antiguidades e organização da coisa toda. Anote aí - The Record Store Berlin (http://therecordstore-berlin.com/)

Maestro Billy

No site deles já vem o aviso que eles não trabalham com bootlegs nem com prensagens de mp3 vagabundos (que tem um monte hoje em dia). O lance deles é outro. 

Maestro Billy

Todas estas lojas têm toca-discos (pickups?) funcionando, com fones de ouvido, e regras estritas para o manuseio de todos os discos. Dá uma ligada na explicação aqui da Oye Records.

Maestro Billy

Acho que ainda vale falar das barraquinhas de vinil como as do Mauerpark Flohmarkt (Mercado de Pulgas do Mauerpark - http://www.flohmarktimmauerpark.de/). 

Geralmente essas barraquinhas são de lojas ou de colecionadores que usam o espaço aos domingos para vender mais, não só pela maior quantidade de gente passando por lá, como também pelo motivo de que é proibido abrir comércio aos domingos por aqui. 

Ou seja, um dia a mais, com mais gente, pra tentar vender aquele álbum do Joy Division conservadíssimo por 20 Euros, por exemplo (minha última aquisição). 

E olha que tá barato!

Maestro Billy

Tudo de bom.

--------------------------
Maestro Billy é produtor musical e DJ. Duas décadas tentando tocar a música certa na hora certa para o público certo. Escreve para a Billboard Brasil direto da Alemanha.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Mordida, Beijo E Tapa
Naiara Azevedo
2
Amante Não Tem Lar
Marília Mendonça
3
Sorte Que Cê Beija Bem
Maiara & Maraísa
4
Eu Era
Marcos & Belutti
5
Vidinha De Balada
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Um rolê pelos vinis de Berlim

Cidade alemã também é uma das sedes do Record Store Day 2017

por Maestro Billy em 20/04/2017

Sim, também temos aqui em Berlim o Record Store Day, evento criado em 2007 para celebrar a cultura do vinil e das lojas de discos pelo mundo. Em 2017, a data é comemorada nesse sábado, 22/04.

Neste ano a coisa está super organizada, até porque o mercado de vinil aqui em Berlim (e toda a Europa) vem crescendo exponencialmente a cada ano.

Hoje é o dia dos DJs, de cerveja (óbvio), bandas e mais um monte de coisa legal para celebrar e vender muito vinil.

As lojas de vinil aqui de Berlin se dividem basicamente em 3 tipos:

O primeiro é a loja especializadíssima.

Um exemplo legal é a Hard Wax (https://hardwax.com/), que só tem vinil de música eletrônica – com ênfase no techno.

Os caras estão abertos desde quando o muro caiu (1989) e até hoje são referência mundial, seja nas raridades ou nos lançamentos exclusivos.

A curadoria de lojas como esta é incrível. Os donos realmente manjam do assunto e os discos por lá são sempre os melhores para cada estilo.

Maestro Billy

O segundo tipo é a loja de discos usados.

Aí vale tudo. Desde um monte de caixas empilhadas com discos a 1 Euro, até álbuns mega antigos de artistas obscuros por 50, 60 Euros. Mas tudo usado.

Algumas lojas deste tipo têm também uma curadoria bem legal, como é o caso da Musik Department (https://musikdepartment.wordpress.com/).

Maestro Billy

O dono da loja me disse que prefere não ter raridades ou discos muito procurados, mas sim sons diferentes, antigos ou novos. 

O que importa pra ele é a música. 

Maestro Billy

Às vezes, disse ele, uma pessoa vem procurar o primeiro disco do Bruce Springsteen e sai com um álbum de rock africano sensacional que ele nunca tinha ouvido na vida.

Maestro Billy

O terceiro tipo é uma mistura dos dois primeiros.

Um pouco de curadoria, um pouco de "um monte de disco antigo" mais algumas pérolas escondidas.

É o caso da Oye Records (https://oye-records.com/), que tem um acervo incrível de dance music de qualuqer gênero (incluindo aí Jazz Dance, por exemplo), até algumas pérolas como um vinil autografado pelo Sérgio Mendes.

Maestro Billy

Outro exemplo de loja assim é uma das minhas favoritas, tanto pelos lançamentos quanto pelas antiguidades e organização da coisa toda. Anote aí - The Record Store Berlin (http://therecordstore-berlin.com/)

Maestro Billy

No site deles já vem o aviso que eles não trabalham com bootlegs nem com prensagens de mp3 vagabundos (que tem um monte hoje em dia). O lance deles é outro. 

Maestro Billy

Todas estas lojas têm toca-discos (pickups?) funcionando, com fones de ouvido, e regras estritas para o manuseio de todos os discos. Dá uma ligada na explicação aqui da Oye Records.

Maestro Billy

Acho que ainda vale falar das barraquinhas de vinil como as do Mauerpark Flohmarkt (Mercado de Pulgas do Mauerpark - http://www.flohmarktimmauerpark.de/). 

Geralmente essas barraquinhas são de lojas ou de colecionadores que usam o espaço aos domingos para vender mais, não só pela maior quantidade de gente passando por lá, como também pelo motivo de que é proibido abrir comércio aos domingos por aqui. 

Ou seja, um dia a mais, com mais gente, pra tentar vender aquele álbum do Joy Division conservadíssimo por 20 Euros, por exemplo (minha última aquisição). 

E olha que tá barato!

Maestro Billy

Tudo de bom.

--------------------------
Maestro Billy é produtor musical e DJ. Duas décadas tentando tocar a música certa na hora certa para o público certo. Escreve para a Billboard Brasil direto da Alemanha.